Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286110
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.identifier(Broch.)pt_BR
dc.descriptionOrientador : Rodolfo Hoffmannpt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economiapt_BR
dc.format.extent134 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.typeTESEpt_BR
dc.titleCrescimento, distribuição, abertura comercial e investimento externo : uma perspectiva pos-keynesianapt_BR
dc.contributor.authorBertella, Mario Augustopt_BR
dc.contributor.advisorHoffmann, Rodolfo, 1942-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Instituto de Economiapt_BR
dc.subjectDesenvolvimento econômicopt_BR
dc.subjectComércio internacionalpt_BR
dc.subjectInvestimentos estrangeirospt_BR
dc.description.abstractResumo: Esta tese abrange três ensaios teóricos auto-contidos que tratam de crescimento econômico, distribuição, abertura comercial e investimento direto estrangeiro. O propósito principal desses ensaios é isolar e analisar pormenorizadamente o funcionamento de alguns mecanismos específicos subjacentes à dinâmica da acumulação de capital e distribuição em uma economia de mercado. O primeiro ensaio examina os modelos de crescimento da primeira e segunda gerações, destacando as suas similaridades e diferenças. Em especial, ressalta-se a relação entre taxa de crescimento e distribuição obtida nos modelos de KaldorRobinson e nos modelos de crescimento contemporâneos. O ensaio seguinte aborda alguns possíveis efeitos da abertura comercial sobre a distribuição e a taxa de crescimento econômico. Na parte dinâmica, o objetivo é avaliar as propriedades de estabilidade do equilíbrio estacionário, dadas por um sistema de equações diferenciais, cujas variáveis de estado incluem o conflito distributivo e um indicador de abertura comercial. O último ensaio ressalta o papel do investimento direto estrangeiro sobre a distribuição e o crescimento. No longo prazo, trata-se de examinar as propriedades de estabilidade do equilíbrio de steady state, dadas por duas variáveis de estado: a parcela dos trabalhadores na renda e o grau de internacionalização da economiapt
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2002pt_BR
dc.identifier.citationBERTELLA, Mario Augusto. Crescimento, distribuição, abertura comercial e investimento externo: uma perspectiva pos-keynesiana. 2002. 134 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/286110>. Acesso em: 2 ago. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelDoutoradopt_BR
dc.description.degreedisciplinePolitica Economicapt_BR
dc.description.degreenameDoutor em Ciências Econômicaspt_BR
dc.date.defense2002-10-30T00:00:00Zpt_BR
dc.date.available2018-08-02T18:27:28Z-
dc.date.accessioned2018-08-02T18:27:28Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-08-02T18:27:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Bertella_MarioAugusto_D.pdf: 3485938 bytes, checksum: e7238c91dbde70d638d732e219137a3f (MD5) Previous issue date: 2002en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286110-
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bertella_MarioAugusto_D.pdf3.4 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.