Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/286080
Type: TESE
Title: Educação e desigualdade de renda no meio rural brasileiro
Title Alternative: Education and income inequality in rural Brazil
Author: Ney, Marlon Gomes
Advisor: Hoffmann, Rodolfo, 1942-
Abstract: Resumo: O trabalho analisa a influência das atividades não-agrícolas na desigualdade de renda rural, observando dois indícios: sua participação no rendimento total dos domicílios em diferentes estratos de renda delimitados por percentis e a decomposição do índice de Gini. Outro objetivo é estimar os efeitos dos fatores determinantes da renda rural, particularmente do capital humano e do capital físico. Além de equações de rendimentos ajustadas para o setor primário, analisamos regressões de renda para a população ocupada na indústria e nos serviços. Os resultados obtidos revelam não só que as atividades nãoagrícolas contribuem para o aumento das disparidades de renda rural, como também que, embora o capital fisico seja o principal determinante da concentração da renda agrícola, é a educação o fator que explica a maior parcela da desigualdade de rendimentos no meio rural. Se por um lado a educação se destaca como principal fator determinante do rendimento do trabalho, por outro também foi observada uma forte relação no sentido inverso, com o rendimento detenninando a educação. Ao mesmo tempo em que a população rural adulta relativamente rica detém o controle de grande quantidade de meios de produção, como a propriedade da terra, e quase exclusivamente os níveis elevados de escolaridade, o acesso aos níveis mais altos de ensino também é praticamente restrito aos seus filhos

Abstract: This study analyses the ifluence of rural non-farm activities on rural income distribuition, observing two evidences: the participation of the sector on household earnings over different income strata delimited by percentiles and the decomposition of Gini coefficients. Another objective is to estimate the effects of rural income determinants, in particular of human capital and physical capital. Besides earnings equation estimated for persons occupied in agriculture, we also analyze earnings regressions for people who work in industry and service sectors. The results show that non-farm activities contribute to increase rural income inequalities and that schooling is the most important determinant of eamings distribuition. If on one hand education has enormous effect on rural income, on the other hand we also observed a strong relationship in the opposite direction, ITom income to education. In the same time that the relatively rich adult population has a very big proportion of the land and has almost exclusively the highest levels of schooling, the access to the highest levels of education is mostly reached only by their children
Subject: Educação - Brasil
Renda - Distribuição - Zona rural - Brasil
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ney_MarlonGomes_D.pdf495.12 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.