Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/285977
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Capitalismo e escravidão = a imigração confederada para o Brasil
Title Alternative: Capitalism and slavery : the confederate immigration to Brazil
Author: Silva, Célio Antônio Alcântara, 1981-
Advisor: Gonçalves, Jose Ricardo Barbosa, 1953-
Abstract: Resumo: O presente trabalho teve como meta a compreensão do movimento que levou milhares de sulistas a deixarem o sul dos EUA após a Guerra Civil Americana em direção ao Brasil, em resposta principalmente ao fim da escravidão, bem como ao alijamento de seus direitos políticos. O Brasil foi escolhido por possuir os fatores de produção caros à plantation escravista sulista: terras e escravos. Realizamos uma análise dos discursos e as ações políticas de muitos imigrantes e de seus familiares no período anterior à guerra, que tendiam a um tom fortemente conservador, pró-escravidão. Finda a guerra, estabeleceram-se colônias, cujos destinos estiveram associados às dificuldades dos imigrantes restabelecerem a ligação que possuíam com o circuito mercantil-escravista, agora no hemisfério meridional. Os imigrantes que o conseguiram, por certo período, foram aqueles localizados em Santa Bárbara, na região de Campinas. Nas colônias de Santarém e Linhares, a ausência de um circuito mercantil-escravista suficientemente pujante ocasionou uma maior dispersão dos imigrantes, bem como a existência de casamentos exogâmicos. A despeito de tais dificuldades, a presença da escravidão foi notada nas colônias de ambas as localidades. De acordo com as fontes primárias, o discurso de que a imigração trouxe a modernização dos meios de produção não se sustenta. O que se verifica é uma adequação às técnicas tradicionais da agricultura brasileira, bem como a vinculação a relações de produção resistentes à introdução de inovações

Abstract: The objective of this study is to understand the reasons for which thousands of southerners emigrated from USA to Brazil at the end of the American Civil War, as an answer to the suppression of their political rights and the end of slavery. We argue that the main factor for the choice of Brazil as their destiny included the existence of slavery, and the abundant land. We analyzed their political actions and speeches before the war, which had a tendency of a conservative and pro-slavery tone. After the war, they established colonies, which destinies were associated to the difficulties of the immigrants to plug themselves again to a slave-market circuit, now at the southern hemisphere. The immigrants that were successful, for a certain period, were those living in Santa Bárbara, near Campinas. In Santarém and Linhares colonies, the inexistence of a strong slave-market circuit lead to the dispersion of the immigrants, as well as exogamic marriages. Despite the difficulties, both colonies had the presence of slavery. According to primary sources, the idea that the confederate immigration brought the means of production modernization does not sustain itself. What is verified is an adaptation to Brazilian agriculture traditional techniques and their involvement with relations of production resistant to innovation introduction
Subject: Confederados americanos
Migração norte-americana
Escravidão
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SILVA, Célio Antônio Alcântara. Capitalismo e escravidão = a imigração confederada para o Brasil. 2011. 363 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/285977>. Acesso em: 18 ago. 2018.
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_CelioAntonioAlcantara_D.pdf3.27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.