Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/285914
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Crise e capitalismo contemporâneo : uma revisão das interpretações marxistas da grande recessão (2007-2009)
Title Alternative: Crisis and contemporary capitalism : a review of marxist interpretations of the great recession (2007-2009)
Author: Palludeto, Alex Wilhans Antonio, 1986-
Advisor: Pinto, Nelson Prado Alves, 1952-
Abstract: Resumo: O objetivo deste estudo é o de revisar as principais interpretações de inspiração marxista da Grande Recessão (2007-2009) e identificar as linhas centrais do debate que se trava em torno das suas origens e características fundamentais. Não tive, naturalmente, a pretensão de realizar um exame exaustivo da crescente literatura sobre o tema. Optei, ao invés disso, por selecionar aqueles estudos que me pareceram representativos das correntes teóricas mais importantes no interior do marxismo contemporâneo e, a partir disso, avaliar as suas respectivas posições no que diz respeito à crise recente. A fim de cumprir o objetivo proposto, o capítulo primeiro estabelece os principais conceitos e a metodologia de trabalho empregados ao longo deste estudo. Apresenta-se uma definição de crise, a distinção entre causa última e causa imediata e, por fim, o corte adotado para a organização da literatura. Foi possível demonstrar, desse modo, a existência de duas grandes abordagens no universo teórico marxista no que se refere aos determinantes últimos da crise recente: A - de um lado, aqueles que atribuem a turbulência à dinâmica de uma fase particular do capitalismo, à forma política/econômica/institucional específica assumida pelo sistema capitalista ao longo das últimas décadas, em suma, ao que se convencionou denominar, em diversos trabalhos, neoliberalismo; B - de outro, aqueles que veem a crise recente como uma manifestação própria da dinâmica capitalista em geral - e não do modo particular que esta supostamente apresenta. No primeiro grupo, Dúmenil, Lévy, Saad-Filho e Kotz, cujos trabalhos foram examinados no capítulo segundo, estão entre seus principais expoentes. Conforme se pôde observar, o argumento daqueles que defendem essa perspectiva centra-se, principalmente, na relação de poder entre as classes que compõem o capitalismo, sobretudo a capitalista e a trabalhadora, e no reflexo da configuração institucional formada a partir desta sobre a economia, particularmente sobre o comportamento do setor financeiro e a distribuição de renda. Por outro lado, segundo as análises empreendidas pelos integrantes do segundo grupo, do qual os adeptos da chamada Interpretação do Sistema Único Temporal da teoria do valor de Marx são os principais representantes, a argumentação baseia-se, sobretudo, no movimento traçado pela taxa de lucro e a acumulação de capital. Segundo demonstra o capítulo terceiro, o declínio da taxa de lucro em virtude da elevação da composição orgânica do capital é a hipótese básica para a explicação da Grande Recessão nessa abordagem

Abstract: The aim of this study is to review the main marxist interpretations of the Great Recession (2007-2009) and identify the main lines of the debate on its origins and fundamental characteristics. I did not intend to do a thorough examination of the growing literature on the subject. I opted, instead, to select those studies that seemed representative of the most important theoretical approaches in the contemporary marxism and then evaluate their respective positions with regard to the recent crisis. In order to achieve the proposed objective, the first chapter sets out the key concepts and methodology used throughout this study. It presents a definition of crisis, the distinction between the ultimate and immediate cause and, finally, the approach adopted to organize the literature. It was possible to demonstrate thereby the presence of two major approaches in the theoretical marxist universe with regard to determining the recent crisis: A - on the one hand, those who attribute the turbulence to the dynamics of a particular phase of capitalism, the specific political/economic/institutional form assumed by the capitalist system over the past decades; in short, to what may be called neoliberalism; B - on the other, those who see the recent crisis as a manifestation of general capitalist dynamics itself - and not the particular form that supposedly assume. In the first group, Dumenil, Levy, Saad-Filho and Kotz, whose works are examined in chapter II, are among its main exponents. As seen above, the argument of those who advocate this perspective focuses mainly on the power relationship between classes that constitute capitalism, especially the capitalist and worker, and the reflection of the institutional setting from that upon the economy, particularly on the behavior of the financial sector and income distribution. By contrast, according to the analyzes undertaken by members of the second group, which the supporters of the so-called Temporal Single System Interpretation of Marx's value theory are the main representatives, the argument is based mainly on the movement of the rate of profit and capital accumulation. As the third chapter demonstrates, the declining rate of profit because of the increasing organic composition of capital is the basic hypothesis to explain the Great Recession in this approach
Subject: Crise econômica - Estados Unidos
Economia marxista
Crise financeira global, 2008-2009
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PALLUDETO, Alex Wilhans Antonio. Crise e capitalismo contemporâneo: uma revisão das interpretações marxistas da grande recessão (2007-2009). 2012. 74 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Economia, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/285914>. Acesso em: 20 ago. 2018.
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Palludeto_AlexWilhansAntonio_M.pdf1.49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.