Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/285667
Type: TESE
Title: Comportamento do emprego na silvicultura paulista
Author: Toledo, Yuly Ivete Miazaki de
Advisor: Kageyama, Angela Antonia, 1950-
Kageyama, Angela A. (Angela Antonia), 1950-
Abstract: Resumo: Este trabalho caracteriza as especificidades da silvicultura e, principalmente, as peculiaridades dessa atividade no estado de São Paulo, a partir das causas do início desse investimento de longo prazo na agricultura. Ainda que conduzida por vários tipos de estabelecimentos e com as mais diversas finalidades, constatou-se redução da heterogeneidade entre eles, no período de 1975 a 1985. Ao nível das microrregiões produtivas verificou-se modernização da atividade através de maior intensidade de exploração da terra e/ou da mão-de-obra. Constatou-se aumento no emprego da mão-de-obra na atividade, principalmente derivado do dinamismo das florestas verticalizadas. Essas florestas, programadas dentro de conglomerados industriais, possuem um perfil totalmente diferenciado da agricultura em geral, com ampla divisão de trabalho em seu interior, desenvolvendo ,inclusive, pesquisa para geração de tecnologia própria. A pesquisa levantou os coeficientes técnicos dessa forma de condução dos povoamentos verticalizados , o tipo de emprego gerado, e a forma de contratação de mão-de-obra. A integração dessa atividade agrícola com tomadas de decisão por fortes grupos econômicos, delineou um quadro de emprego na área rural do complexo florestal muito mais próximo do mercado de trabalho urbano, resultando em modificações nas relações de trabalho de forma mais rápida do que na ágricultura em geral

Abstract: This work characterizes the specificities of silviculture, mainly the peculiarities of such agricultural ativity in the state of São Paulo, starting with the causes that led to this long-run investment in agriculture. Despite the fact that various types of establishments were directed towards diverse ends, it has been noticed among them during the decada 1975-1985. Modernization of silviculture has been achieved in the productive microregions through a more intensive use of land and/or labor. It has also been verified an increase in employment mainly derived from the dynamics of vertical forests which, by being programed within industrial conglomerates, have a totally differentiated profile as compared to agriculture in general. Usually, they count on an ample labor division and even develop research towards generation of proper technology. This study analyzes job generation and forms of hiring in this type of enterprise. Integration of silviculture with decision making by strong economical groups has delineated in the forest complex a rural labor market closer to the urban labor market resulting in modifications in the labor relations faster,than in other agricultural activities
Subject: Florestas e silvicultura - Mercado de trabalho
Reflorestamento - São Paulo (Estado)
Madeira - Industria - São Paulo (Estado)
Industria de celulose - São Paulo (Estado)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1994
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Toledo_YulyIveteMiazakide_D.pdf5.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.