Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/285603
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Modelos de consistencia entre fluxos e estoques e aplicação para o caso brasileiro : uma possivel leitura critica
Title Alternative: Stock-flow consistent models and application for the Brazilian case: a suggested critical appraisal
Author: Souza, Luiz Daniel Willcox de
Advisor: Laplane, Mariano Francisco, 1953-
Abstract: Resumo: A dissertação tem como objetivo avaliar que tipos de constrangimentos a trajetória da dívida pública e o ajuste patrimonial privado impuseram ao crescimento da economia brasileira. Tal preocupação leva ao questionamento sobre a relação entre as variáveis de estoques e o comportamento dos fluxos. O ponto de partida desta discussão é a montagem de um arcabouço contábil que explicite e defina corretamente as relações que se estabelecem entre os fluxos e os estoques. Nesta dissertação, analisam-se criticamente duas possibilidades de leitura deste arcabouço. De um lado temos a abordagem New Cambridge, baseada em um modelo que trata de forma consistente os fluxos e estoques, tendo como hipótese central a adoção de uma norma fixa entre os ativos financeiros do setor privado e sua renda disponível. Tal suposição determina todos os resultados do modelo e suas implicações de política econômica. De outro lado temos a interpretação da UNICAMP sobre o ajustamento da economia brasileira aos choques externos dos anos oitenta. Embora a análise da abordagem New Cambridge seja feita em um nível de abstração elevado e de forma determinística e a interpretação da UNICAMP seja baseada na análise concreta da economia brasileira, ambas guardam semelhanças. Em primeiro lugar, o comportamento privado no que diz respeito à acumulação de ativos financeiros é fundamental para a explicação do comportamento do nível de produto. Em segundo lugar, as implicações de política econômica também são parecidas, particularmente no que concerne à insustentabilidade da trajetória da dívida pública. Com base nas críticas às duas abordagens referidas, propõe-se ainda uma alternativa para a análise das restrições ao crescimento da economia brasileira. A abordagem proposta tem como base um modelo consistente do ponto de vista contábil, em que seja válido o princípio da demanda efetiva na versão de longo prazo e onde a restrição externa seja considerada uma restrição estrutural ao crescimento. Além disso, o comportamento privado não será determinado por nenhuma norma entre fluxos e estoques. Por fim, considera-se válida a abordagem da taxa de juros exógena e a teoria das finanças funcionais. Desta maneira, reabilitaremos a política fiscal como um instrumento importante como forma de estimular o crescimento econômico. A única restrição objetiva à política fiscal será a restrição externa imposta ao nível de atividades e sua taxa de crescimento. Uma vez estabelecido o modelo, conclui-se de forma breve como ele pode ser utilizado para interpretar o baixo crescimento da economia e a política econômica das décadas de oitenta e noventa
Subject: Ações (Finanças)
Fluxo de capitais
Política monetária
Demanda (Teoria econômica)
Política econômica
Dívida pública
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Souza_LuizDanielWillcoxde_D.pdf678.46 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.