Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/285544
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Regionalismo, multilateralismo e Mercosul : evidencia da inserção comercial brasileira apos alguns anos de abertura
Author: Sabbatini, Rodrigo Coelho
Advisor: Laplane, Mariano Francisco, 1953-
Abstract: Resumo: À luz da descrição de um debate conceitual sobre formas de adesão normativa dos países a uma nova ordem econômica mundial - grosso modo, multilateralismo e regionalismo - esta dissertação discute o desempenho comercial brasileiro em dois anos, 1989 e 1996. Perscruta-se, através da construção e análise de quatro indicadores quantitativos, qual a diferença, no que se refere a resultados dinâmicos, de uma inserção comercial unilateral e de uma inserção preferencial, através do acordo regional de integração do Mercosul. Ainda que o debate sobre regionalismo e multilateralismo seja inconcluso, especialmente porque centrado em testes controversos sobre criação ou desvio de comércio (ademais, também aqui desenvolvidos), conclui-se que o Mercosul representou para o Brasil uma estratégia de liberalização mais adequada para a inserção comercial da estrutura produtiva nacional.Não apenas porque configurou-se como um bloco construtivo (building block), portanto afeito aos ditames do regionalismo aberto não prejudicial a terceiros países, mas sobretudo porque tornou-se um mercado importante para setores industriais mais sofisticados, o que permitiria uma crescente capacitação do conjunto produtivo brasileiro rumo a uma futura liberalização mais ampla, permitindo, por sua vez, uma inserção menos passiva na nova ordem mundial

Abstract: Anchored in the description of a conceptual debate about ways of nations adhesion to a new world economic order - multilateralism versus regionalism debate - this dissertation describes the Brazilian commercial performance in two years, 1989 and 1996. Through the development and analysis of four quantitative indexes the study try to answer what are the differences between an unilateral liberalization and a preferential agreement, like Mercosur, for the Brazilian economic standing. The dissertation concludes that Mercosur is the best option for liberalizing Brazilian economy, specially because it became a significant market area for high value added products, opposing an unilateral openness. Therefore, this situation could enhance Brazilian production structure, what, as a result, could lead our economy through an active adhesion to new world economic order. Moreover, Mercosur is a typical building block, which means that it do not effectively marginalize third partners, jitting itself as an open regionalism agreement
Subject: Relações econômicas internacionais
Paises do Mercosul
Brasil - Comércio exterior
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sabbatini_RodrigoCoelho_M.pdf6.95 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.