Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/285292
Type: TESE
Title: Entre o sonoro e o visual : a composição por imagens
Title Alternative: Between sonic and visual : image-based music composition
Author: Ficagna, Alexandre Remuzzi, 1983-
Advisor: Mello Filho, Silvio Ferraz, 1959-
Filho, Silvio Ferraz Melo
Abstract: Resumo: Esta tese tem por objeto de estudo a composição assistida por imagens visuais na música instrumental. Nela abordamos o processo composicional em que a visualidade da partitura é um importante espaço de manipulação. Por partitura entendemos aqui a superfície de registro tradicionalmente tomada como espaço de manipulação de imagens sonoras. Para este estudo tomamos por referência a noção de percepção intermodal para pensar a relação de imagens sonoras com imagens visuais e táteis como ferramenta para a composição musical. Nosso ponto de partida é o trabalho dos compositores Iannis Xenakis e Salvatore Sciarrino, compreendidos lado ao trabalho dos artistas visuais Paul Klee e Wassily Kandinsky. De Klee e Kandinsky, destacamos o trabalho com a temporalidade dos elementos visuais através da realização de 'leituras pictóricas' de elementos e conceitos musicais; de Sciarrino, a presença da visualidade na composição musical, fator por ele atribuído à influência da notação musical; e de Xenakis, a elaboração de um sistema visual a partir da equivalência entre elementos visuais e sonoros, manipulando imagens visuais como se fossem imagens sonoras. Neste processo o trabalho de outros compositores também serviu como referência. A pesquisa sobre o processo criativo de compositores que mencionam imagens visuais em seus relatos composicionais revela duas abordagens: a manipulação de imagens visuais através de imagens sonoras, observada quando a influência da visualidade não implica a manipulação direta de imagens visuais, mas sim uma 'leitura musical' de tais imagens; a manipulação de imagens sonoras através de imagens visuais, abordagem relacionada ao trabalho de Sciarrino e Xenakis. Além dos compositores relacionados à segunda abordagem há os autores que propõem visualizações para modelos sonoros, como Lachenmann, Thoressen e Blackburn: a análise de suas proposições fornece subsídios à elaboração de visualizações próprias, bem como sugere a criação não só a partir da visualidade, mas com a visualidade. A tese está apresentada em dois momentos, um compreendendo o estudo conceitual da relação entre imagens visuais e composição musical, e outro, de cunho prático, em que procurou-se uma aplicação do pensamento composicional a partir de imagens. No que diz respeito ao segundo momento, apresentamos nesta tese as composições Estudo (quarteto de clarinetes), Escondido num ponto (flauta, sax alto, cello e piano) e Enrascada (clarinete, fagote e piano). A partir delas destacamos a influência recíproca dos espaços de manipulação (visualizações através de desenhos e escrita na partitura), aqui chamada de intermodulação, processo constatado durante a composição de Estudo (em que o esboço visual foi alterado na etapa da escrita) e explorado na composição de Escondido num ponto (com desenho e escrita se influenciando passo a passo). A composição de Enrascada traz reflexões sobre as particularidades de cada espaço de manipulação em relação ao trabalho com determinadas imagens sonoras. Conclui-se que a questão da influência recíproca entre imagens visuais e sonoras (e seus espaços de manipulação) permite trazer ao ato da composição a potência de domínios táteis e visuais, sem que isto implique em transposições meramente descritivas, mas sim na proliferação de possibilidades

Abstract: The objective of this research is to study the musical composition aided by visual images in instrumental music. The visuality of musical score is seen as a relevant manipulation space. By musical score we mean the recording surface commonly used as a manipulation space for sonic images. A relevant notion for this study is intermodal perception, which allows us to think the relation between sonic images and visual and haptic images as a tool for musical composition. Important composers for this study are Iannis Xenakis and Salvatore Sciarrino, as well the visual artists Paul Klee and Wassily Kandinsky. From Klee and Kandinsky we highlight the work with temporal aspects of visual elements by means of 'pictorial reading' of musical concepts and elements; from Sciarrino, the presence of visuality in musical composition due to the use of musical notation in western music tradition; and from Xenakis, the elaboration of a visual system through the equivalence between visual and sonic images, a system in which visual images are worked as sonic ones. Works from other composers became important during the research process. We highlight two approaches in the composition process of composers who mention visual images in their compositional texts and interviews: the visual images manipulation through sonic images, in cases in which there is no direct visual image manipulation, but a 'musical reading' of them; the sonic images manipulation through visual images, an approach related to Sciarrino's and Xenakis' works. Besides the composers related to the second approach there are authors such as Lachenmann, Thoressen and Blackburn, who propose visualizations for sonic models: the analysis of their proposals allows us to think about custom visualizations. This thesis can be seen as having two main parts: one with the conceptual study of the relation between visual images and musical composition, and the other, an applied study of the compositional thinking aided by visual images. In this last part we present the compositions Estudo (clarinet quartet), Escondido num ponto (flute, alto sax, cello and piano) and Enrascada (clarinet, bassoon and piano). From them we highlight the reciprocal influence of the manipulation spaces (visualizations through drawings and musical writing), called intermodulation, a process noticed during the writing of Estudo (in which the visual sketch was altered in the musical writing stage) and explored on the composition of Escondido num ponto (with drawing and writing influencing each other step by step). The composition of Enrascada brings about reflections on the particularities of each manipulation space in relation to the work with certain sonic images. This research concludes that the issue of the reciprocal influence between visual and sonic images (and their manipulation spaces) makes it possible to bring to the act of composition the potency of the haptic and visual domains, without this meaning merely descriptive transpositions but actually a proliferation of possibilities
Subject: Visão
Composição (Música)
Improvisação (Música)
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ficagna_AlexandreRemuzzi_D.pdf37.57 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.