Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/285022
Type: TESE
Title: Memorias para uma poetica : Herbario Mnemosine : uma biblioteca de testemunhos
Author: Faria, Patricia Sanches
Advisor: Weiss, Luise, 1953-
Mattos, Claudia Valladão de, 1964-
Abstract: Resumo: Quando arquivamos o nosso passado, catalogamos cada momento da nossa experiência e gravamos nossas lembranças, estamos abrindo um processo de resgate das nossas tradições, assim como o colecionador que recolhe e conserva uma série de objetos. A procura de estratégias para preservar a memória por meio de coleções sempre interessou à humanidade. Na nossa tradição ocidental ela remonta aos tempos do studiolo medieval italiano. É esta busca por estratégias de preservação da memória que norteia a coleção ¿Mnemoteca ¿ Uma Biblioteca de Testemunhos¿ que compõe a obra ¿Herbário Mnemosine¿. Ela desenvolve plasticamente aspectos dos conceitos de arquivo e de coleção botânica e, utilizando técnicas de arquivamento botânico, pretende funcionar como um arquivo que documentará e preservará a memória afetiva de amigos e parentes, vinculadas a algum tipo de planta (árvore, flor, vegetação, etc.). Esse processo desenvolve-se por meio de ¿Exsicatas Mnemônicas¿, isto é, pranchas de parafina com impressões elaboradas com o exemplar botânico da planta indicada e o texto das lembranças afetivas entregues pelas pessoas envolvidas no trabalho. Como os espécimes botânicos, essas pranchas serão classificadas em unidades taxonômicas próprias, de acordo com as afinidades dos participantes. As pranchas foram executadas por meio de uma técnica que venho desenvolvendo e pesquisando há algum tempo, a qual denominei ¿Gravura de Vestígios¿: impressões de materiais diversos em matrizes de argila que são gravados em placas de parafina, fazendo uma referência à concepção de memória como escritura

Abstract: Whenever we file our past, sort each moment within our experience and record our memories, we initiate a process of recovering our traditions, just as a collector who harvests and keeps a series of objects. The search for memory preservation strategies through collections was always of interest for mankind. Our western tradition goes back to the times of the Italian medieval studiolo. It is this search that guides the collection ¿Mnemotheca ¿ A testimony library¿ that composes the work ¿Mnemosine Herbarium¿. This collection visually develops aspects of the archive and botanical collection concepts and, making use of botanical filing techniques, intends to function as a file that will document and maintain the affective memory of friends and relatives, linked to any kind of plant (tree, flower, vegetation, etc.). This process unfolds through ¿Exsicatas Mnemônicas¿, that is, paraffin boards with imprints elaborated with the botanical sample of the indicated plant and the text related to the affective memories delivered by the people involved in the work. Just as botanical specimens, these boards will be organized in their own taxonomic groups, according to the participants affinity. The boards were made through a technique I have been developing and researching for some time, which I have named ¿Vestige Imprinting¿, different material prints in clay matrices imprinted in paraffin boards, referring to the notion of memory as writing
Subject: Memória
Arte - História - Bélgica
Arquivos e arquivamento (Documentos)
Coleções artisticas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Faria_PatriciaSanches_M.pdf12.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.