Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/284826
Type: TESE
Title: Ator & alma : a morte como metodo
Author: Nunes, Alexandre Silva
Advisor: Almeida, Veronica Fabrini Machado de, 1960-
Abstract: Resumo: A questão da interioridade do ator, em seu trabalho artístico, tem demandado, já há mais de um século, a atenção de diversos encenadores e teóricos teatrais. Paralelamente a esse movimento de atenção à subjetividade do ator, tem havido forte retomada de interesse pelas origens de sua arte, num ambiente cultural cada vez mais caracterizado pela pluralidade de formas e pela experimentação. Neste mesmo ambiente, a psicologia teve nascimento, enquanto ciência, estruturou-se e desestruturou-se, ao longo de um século. Um dos pais da psicologia profunda, Carl Gustav Jung, se dedicou ao estudo da alma humana, através de imagens de sonhos, mitos e símbolos da cultura. Em sua teoria, a alma possui uma característica teleológica, que aponta para o chamado processo de individuação, através do qual, potencialidades inatas da personalidade podem se desenvolver. Esta temática permanece até os dias de hoje, encontrando no pós-junguiano James Hillman um de seus principais expoentes. Hillman é um dos criadores do movimento psicológico denominado psicologia arquetípica, que tem buscado aproximar a psicologia (ou seja, o logos de psyqué) da cultura, das artes e da filosofia, em lugar do consultório médico. Recebendo influências de Henry Corbin e do renascimento florentino, Hillman demonstra a relação que existe entre a alma e a morte, e que a individuação junguiana pode ser vista como um processo de fazer a alma. Nesta dissertação, procuro coadunar a idéia do fazer a alma com o processo de formação e atuação em artes cênicas, usando a psicologia arquetípica como ferramenta para ampliar as discussões acerca da interioridade do ator e de sua relação com a corporeidade da cena

Abstract: The inner state of an actor, as well as the origins of the actor's art has been subject of discussions by directors and researchers in the field of theatre studies for more than a century. The cultural diversity and the development of science allowed researches in the field of psciology. Carl Gustav Jung dedicated his life to study the human soul, through dreams, myths and symbols of human culture. In his theory, the human soul has characteristics, which develops an individual process, allowig the inherents personality aspects of a person to develop. James Hillman developed jung's ideas in what is called archetipical psicology. This field of studies understand that the interweaving between psicology, arts, culture and philosophy is important to understand human kind as a whole. Hillman demonstrates the relationship between soul and death and believes that the jung's individual process can be understood as a way to create the soul. This dissertation intends to get hllman's concept and extend it to theatre studies in order to discuss the inner state of the actor and the relationship of the actor with the scene that is created.
Subject: Representação teatral
Performance (Arte)
Corpo
Arte - Psicologia
Ritual
Alma
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nunes_AlexandreSilva_M.pdf878.43 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.