Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/284750
Type: TESE
Title: Forma e arquetico : um estudo sobre a Mandala
Title Alternative: Form and archetype : a study about the Mandala
Author: Ramos, Fernando da Silva
Advisor: Boccara, Ernesto Giovanni, 1948-
Abstract: Resumo: Esta dissertação é o resultado da reflexão sobre o significado da mandala, através da abordagem associativa de temas correlatos. A palavra mandala vem do sânscrito, e significa círculo. Qualquer que seja o juízo que lhe façamos, fato é que está associada 'a ação artística de nossa espécie, desde o tempo em que habitávamos cavernas. Pela natureza de sua essência, diz-se que são arquétipos, e ilustram tudo o que se refere 'as noções de ordem, centro e totalidade no Universo. Desta possível relação entre manifestações materiais advindas de movimentos de causas não materiais, surge a noção de que determinadas formas ou arranjos, podem possuir significação independentemente de seu contexto espaço-temporal, estabelecendo nexos e coerências entre as diversas áreas do conhecimento e planos da existência. A geometria é abordada em seus sentidos matemático e simbólico como o princípio que afere critérios, modelos, leis e coesão 'as qualidades dinâmicas do princípio da transformação, também relacionado ao conceito de mandala. Há aqui um interesse em reconhecer que vivemos, nestes tempos, a falência de um modo de ver o mundo e a vida. A dicotomização da realidade em áreas de conhecimento, representa um paradigma a ser transposto por uma visão sistêmica que ofereça síntese no lugar da análise, associações e irmanamentos de princípios e idéias, em lugar de cisão e fragmentação. Encontramos mandalas entalhadas nas cavernas de nossos ancestrais, na arte religiosa, na arquitetura, no traçado das cidades, na arte moderna e contemporânea, nos desenhos das crianças e dos esquizofrênicos, no design, na estruturação de diversos sistemas de conhecimento filosófico, na nossa relação com o sagrado e nas formas criadas pela razão e pela natureza. São evidências da presença da dimensão do mistério. A dissertação é ilustrada de modo a se reforçar estas idéias

Abstract: This essay resulted from the contemplation of the meaning of Mandala, by associative considerations about other reciprocally related subject-matters. The word ¿Mandala¿ originates from the Sanskrit and means circle. In spite of the thoughts we might have about Mandala, it is certain that it is linked to the artistic events of our kind ever since the times we lived in caves. Due to the nature of its essence, it is said that Mandala are archetypes that symbolize the totality of existence in the universe, inner or outer. From this eventual relationship between material manifestations deriving from non-material causes, arises the conception that some determined forms and dispositions may have a meaning, independently from its temporal-spatial context, that established connections and coherences between the several knowledge areas and life plans. The mathematic and symbolic senses of Geometry are approached as the theory that brings to balance criteria, models, laws and harmony within the qualities of the maxims of transformation dynamics, which is also related to the Mandala concept. In here there is the interest of recognizing that nowadays we experience the collapse of the way of perceiving the world and life. Dichotomizing reality in knowledge areas represents a paradigm to be trespassed by a systemic vision which offers synthesis instead of analysis, associations and union of principles and ideas in the place of scission and fragmentation. Mandalas are found engraved in our ancestral¿s caves, in the religious art, in architecture, in cities¿ delineations, in modern and contemporaneous arts, in children¿s and schizophrenic persons¿ drawings, in design, in the structure of many philosophic knowledge systems, in our relationship with sacred things and in the forms created by reasoning power and by nature. Mandalas are the evidences of the existence of mystery magnitude. This essay is illustrated so as to reinforce these ideas
Subject: Mandala
Arquétipo (Psicologia)
Geometria
Filosofia
Arte - História - Bélgica
O Sagrado
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ramos_FernandodaSilva_M.pdf11.88 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.