Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/284731
Type: TESE
Title: Cabra marcado para morrer : da historia do cabra a historia do filme
Title Alternative: Man marked to die: from the man's history to the film's history
Author: Queiroz, Anne Lee Fares de
Advisor: Ramos, Fernão Pessoa, 1957-
Abstract: Resumo: 20 anos após o lançamento, o filme Cabra Marcado Para Morrer, de Eduardo Coutinho levantou e continua levantando uma série de questões ligadas à cinematografia brasileira contemporânea, em termos de linguagem, história do cinema, história do país, e ainda à própria obra do cineasta que é hoje um dos mais representativos do Brasil. Por ter atuado ao longo dos mais de 30 anos (de 1964 até os dias atuais) com uma obra ficcional e documentária de valor reconhecido, autores continuam se debruçando sobre seus filmes, em atividades de análise e pesquisa histórica. Mesmo que 20 anos tenham se passado desde o lançamento do filme Cabra Marcado Para Morrer, este continua um marco qualitativo da cinematografia brasileira (vide as últimas enquetes de ¿melhores filmes¿) e uma referência em termos de inovação estilística no documentário.Quando Eduardo Coutinho decide retomar, em 1981, o projeto do filme que contava a vida e a morte do líder camponês João Pedro Teixeira, e que fora interrompido pelo golpe militar de 1964, suas intenções, segundo ele próprio, são de apurar a história da luta camponesa, a experiência da filmagem interrompida em 1964, a história real da vida de João Pedro e, claro, a trajetória de cada um dos participantes até aquele momento presente. Como documentário, Cabra Marcado Para Morrer é um relato de como a vida de todas as pessoas envolvidas e, sua confecção foi profundamente marcada pelo momento histórico do país. O Cabra de 84 representa um emaranhado de relações e de indicadores do modo como a História age no filme (do momento de sua concepção pelo CPC até o de sua retomada pelo cineasta apenas) e na esfera privada. Em contrapartida, tem-se ainda a atuação do filme sobre a História (como forma de reelaboração e de revisão do fatos, e até mesmo da construção de discurso) e sobre a vida particular dos camponeses retratados por Coutinho. A grande transformação de Cabra Marcado Para Morrer em relação ao docudrama que deu-lhe origem está justamente no fato do cineasta ter incorporado ao filme terminado todos os percalços do seu início, as transformações na história do país e, principalmente, a nova ética prescrita ao documentário, a partir da ética presente no cinema verdade e da própria experiência de Coutinho, adquirida em seus anos de trabalho na televisão, no programa Globo Repórter
Abstract
Subject: Coutinho, Eduardo
Cinema brasileiro
Documentário (Cinema)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:IA - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Queiroz_AnneLeeFaresde_M.pdf403.32 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.