Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/284664
Type: TESE
Title: O campo de visão : exercicio e linguagem cenica
Author: Lazzaratto, Marcelo Ramos, 1967-
Advisor: Almeida, Marcio Aurelio Pires de
Abstract: Resumo: Por acreditar que a Improvisação é o grande meio para que o ator se desenvolva e encontre espaço verdadeiro para ao mesmo tempo gerar e jorrar sua criatividade, essa dissertação visa revelar a sistematização de um exercício improvisacional de teatro chamado Campo de Visão. Essa sistematização foi criada durante o processo de criação do espetáculo "A hora em que não sabíamos nada uns dos outros" de Peter Handke que foi montado pela Companhia Elevador de Teatro Panorâmico com direção de Marcelo Lazzaratto, autor desta dissertação. Esse processo revelou que o Campo de Visão além de ser um exercício instrumentalizador para os atores na construção de personagens e grande ferramenta para geração de sintonia e harmonização do coletivo, poderia se estabelecer como linguagem cênica. A segunda parte dessa dissertação trata desse desdobramento. O Campo de Visão engendrando tudo o que acontece na cena a partir de suas regras e formulações. O espetáculo em que tal processo foi desenvolvido traz o nome de "Amor de Improviso", também montado pela Companhia Elevador de Teatro Panorâmico sob a mesma direção. Espetáculo totalmente improvisado que contém como único alicerce estruturador, as regras do Campo de Visão com suas variações e desdobramentos que aqui são demonstrados.

Abstract: Believing that Improvisation is the great expedient for the actor to expand and find a place where he can simultaneously engender and gush his creativity, this dissertation aims at the systemization of a theater improvisation exercise called "Campo de Visão". This systemization was created throughout the rehearsals of "A hora em que não sabíamos nada uns dos outros", a play written by Peter Handke that was brought up to the scene by Companhia Elevador de Teatro Panorâmico, directed by Marcelo Lazzaratto, author of this dissertation. The whole process of rehearsals revealed that "Campo de Visão", besides being an exercise to give means to the actors to build a character and a great way to establish syntony and harmonization in the group, it might be used as a theatrical language. The second part of this dissertation is about this development: "Campo de Visão" engineering everything that happens in the scene from its rules and formulations. The play in which this language was developed is named "Amor de Improviso", also brought up by Companhia Elevador de Teatro Panorâmico, and directed by the same director. This play is entirely made with improvisations and has one only structure foundation, the rules of Campo de Visão, with its variations and its consequences that are demonstrated here in this dissertation.
Subject: Artes cenicas - Linguagem
Improvisação (Representação teatral)
Teatro - Técnica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lazzaratto_MarceloRamos_M.pdf1.59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.