Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/284627
Type: TESE
Title: O autodidatismo na formação musical : revisão de conceitos e investigação de processos não-escolares de aprendizagem e desenvolvimento musical
Title Alternative: Auto-didacticism in musical education : assessment of concepts and investigation and non-school related musical development and learning process
Author: Podestá, Nathan Tejada de, 1984-
Advisor: Schroeder, Jorge Luiz, 1960-
Schroeder, Jorge Luis
Abstract: Resumo: Neste trabalho pretendemos debater a noção de autodidatismo na formação musical. Adotamos uma perspectiva histórico-cultural do desenvolvimento musical referenciada em Vigotski (2007); Bakhtin (2003); Schoreder (2005); Gohn (2009); Vincent Lahire e Thin (2001); e Bourdieu (2011). Partindo de uma pesquisa realizada com três professores de música e setenta estudantes de violão, que iniciavam as atividades musicais oferecidas através de um curso livre de música na cidade de Paulínia-SP, levantamos dados que nos permitiram representar o que seria o "senso comum" da área sobre o assunto investigado. Estes dados evidenciaram quatro sentidos gerais associados à noção de autodidatismo na formação musical que debatemos, cruzando informações sobre a formação cultural dos entrevistados com as respostas oferecidas por eles. Observamos a existência de diferentes tipos de processos educativos não-formais e informais de música que tendo sido realizados consciente ou inconscientemente por eles tinham contribuído para os seus desenvolvimentos musicais. Neste processo compreendemos que parte das atividades que leva ao desenvolvimento pode ser conduzida pelo próprio estudante, e ao mesmo tempo, que a noção de autodidatismo evoca critérios eminentemente escolares para afirmar a existência de um processo não-escolar de aprendizagem e desenvolvimento musical que ela não dá conta de explicar por si só, exigindo considerarmos que os diferentes tipos de processos educativos consolidam outras formas de conhecimentos musicais (além dos formalizados, sistematizados) que constituem a musicalidade dos indivíduos. Passamos então à observação da estrutura organizacional da educação musical formal no Brasil (educação básica, ensino de nível técnico e superior) verificando em que medida esta educação musical formal se realiza e situando os outros processos educativos em relação a ela. Observamos as possibilidades de acesso aos cursos superiores de música nos diferentes estados da federação e pudemos notar que apenas recentemente a música popular começou a participar de um modo ainda restrito deste universo formal, predominantemente erudito. Por fim, observamos o processo de formação musical do violonista, guitarrista e compositor Hélio Delmiro que alcançou alto nível de desenvolvimento musical através de uma profunda vivência musical aliada a realização estudos musicais organizados. O fato do músico não se reconhecer como "autodidata" viabiliza uma série de reflexões sobre o assunto. Contribui ainda para destacarmos a impossibilidade de considerarmos apenas um único canal de desenvolvimento musical como possível e de desconsiderarmos outros canais (que não estão diretamente associados à educação formal, escolar, mas que ainda assim podem guardar com ela uma relação), na constituição da musicalidade individual.

Abstract: In this paper, we intend to discuss the concept of auto didacticism in musical education. We adopted a perspective referenced in Vigotski (2007); Bakhtin (2003); Hall (1997)Schoreder (2005); Gohn (2009); Afonso (2001) Vincent Lahire and Thin (2001); and Bourdieu (2011). From a survey performed with three music teachers and seventy guitar students, who were initiating the musical activities provided by a free musical course in the city of Paulínia-SP, we obtained data that allowed us to represent what would be the "common sense" in the area on the investigated subject. These data evidenced four general concepts associated to the notion of auto didacticism which we discuss, crossing information on the cultural formation of the interviewed individuals and the answers provided by them. We observed the existence of different non-formal and informal musical educational processes, which, having been consciously or unconsciously performed, had contributed with their musical development. In this process, we understood that part of the activities that lead to the development may be conducted by the student himself/herself. At the same time, the notion of auto didacticism evokes criteria that eminently school related to affirm the existence of a non-school related learning and musical development process which it cannot explain on its own, and requires us to consider the fact that the diferente types of educational processes consolidate other forms of musical knowledge (other than those formalized, systematized) that constitute the individuals¿ musicality. We then proceeded to the observation of the organization structure of the formal musical education in Brazil (basic education, secondary technical education and higher education) and verified to what extent formal musical education is performed and situate the other educational processes in comparison with it. Finally, we described the musical education process of the acoustic and electric guitarist and composer Hélio Delmiro, who reached a high musical development level through a deep musical experience, associated to the performance of organized musical studies. The examples related renders feasible a series of consideration on the subject. They contributes with the emphasis on the impossibility of considering only one channel for musical development as possible as disregarding others which are not directly associated to formal education, but still may be somehow related to it.
Subject: Música - Instrução e estudo
Autodidatismo
Educação não-formal
Músicos
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Podesta_NathanTejadade_M.pdf3.71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.