Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/284369
Type: TESE
Title: Dando corpo à história
Title Alternative: Embodying history
Author: Cavrell, Holly Elizabeth, 1955-
Advisor: Castro, Cassia Navas Alves de, 1959-
Abstract: Resumo: Esta tese é uma abordagem pessoal do mapeamento da transformação do corpo ao longo da História da Dança. Seu primeiro momento é centrado no desenvolvimento do Ballet, a primeira forma codificada de dança ocidental (iniciada nas cortes Francesa e Italiana no século XV), indo até os revolucionários Ballets Russes dos séculos XIX e XX. Neste período, o corpo (do Rei), um modelo de comportamento e etiqueta social, progrediu para se tornar o veículo da expressão de gênero e de identidade sexual, enquanto se abria o terreno para a afirmação do dançarino como artista e não apenas profissional de entretenimento. A segunda parte desta tese foca o desenvolvimento do artista singular, dentro das duas primeiras gerações da Dança Moderna (1890-1930). Neste período reafirma-se o papel das mulheres na Dança, especificamente como artistas e educadoras independentes, o corpo tornando-se um instrumento de invenção e intenção psicológica, espiritual e filosófica. Seguindo essa parte, temos uma seção de "Transição", em que é discutido o rompimento com a dança de autoexpressão e o movimento em direção ao esteticismo objetivo. O corpo, influenciado por um clima político conservador, era parte de uma concepção de tempo e espaço mais imparcialmente democrática, igualmente ocupando (ou coexistindo) no palco com outros elementos cênicos. No terceiro momento, a autora se insere no texto, estratégia metodológica através da qual seu corpo se sujeita à mesma análise textual e comparativa dos capítulos anteriores, revelando uma possível gênese de um olhar clínico no tratamento de transformações deste próprio corpo no campo da Dança

Abstract: This thesis is a personal approach to charting the transformation of the body through dance history. The first moment centers on the development of the Ballet, the first codified dance form which began in the Italian and French courts in the 15th century, and ends with the revolutionary Ballets Russes of the 19th and 20th century. In this period the (King's) body which was a model for social behavior progressed to become the vehicle for expressing gender and sexual identity while opening the terrain for affirmation of the dancer as artist not entertainer. The second part of the thesis focuses on the development of the singular artist within the first two generations of the Modern Dance Movement, 1890 -1930. This period reaffirmed women in dance specifically as independent artists and educators and the body became an instrument of invention and psychological, spiritual and philosophical intention. Following this a transitional section is inserted which discusses the break from self expressionistic dance and the movement towards an objective aestheticism. The body, influenced by a conservative political climate, was part of a more impartially democratic conception of space and time, equally occupying (or co-existing) on the stage with other elements. The third chapter the author is inserted into the text in which her body is subjected to the same textual/comparative analysis as the previous chapters and what is shown becomes the creation of a clinical eye for talking about her own body's transformation in the dance field
Subject: Dança - História
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cavrell_HollyElizabeth_D.pdf10.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.