Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/284331
Type: TESE
Title: A paisagem sonora, a criança e a cidade : exercicios de escuta e de composição para uma ampliação da ideia de musica
Title Alternative: The soundscape, the child and the city : listening and composition exercises for the enlargement of the idea music
Author: Santos, Fatima Carneiro dos
Advisor: Garcia, Denise Hortência Lopes, 1955-
Abstract: Resumo: Ao longo do século XX, elementos como o ruído e o silêncio vêm reformular e colocar em questão a noção de música, revelando uma realidade musical cada vez mais aberta a sonoridades até então consideradas não-musicais. Tal realidade opera um alto grau de mobilidade, na qual os limites entre música e não-música tornam-se cada vez mais indiscerníveis, instaurando-se, assim, novas poéticas musicais. Esta realidade encontra ressonância na própria imagem de mundo que começa a se desvelar nas últimas décadas, diferente daquela dada por um pensamento cartesiano e fragmentário, que regeu o pensamento humano até recentemente. No decorrer do século XX, percebe-se a configuração de uma consciência da existência de um mundo, no qual, segundo a ótica de Deleuze e Guattari, tudo está em devir, possibilitando uma imagem de mundo que se dá por intensas conexões e transformações, revelando sempre um ' caminho de incertezas'. Tal situação aponta para a possibilidade de se pensar uma educação musical que leva em conta outras sonoridades e outros fazeres musicais, e que opera, basicamente, através da criação, entendendo o ato de criação enquanto um ato de resistência, que faz proliferar diferenças, condição fundamental para a atualização de outras idéias de música. Neste sentido, este estudo se propõe a pensar e desenvolver uma proposta de criação musical com crianças, tendo em vista uma idéia de educação musical que não apenas discrimina e escolhe sons, mas que também se determine em função de uma escuta que compõe e de um campo sonoro, o mais amplo possível, permitindo o desejo de músicas não apenas formatadas por modelos dados a priori e possibilitando o questionamento e a ampliação da própria idéia de música. Assim, foram desenvolvidos, junto a um grupo de crianças, exercícios de escuta e de composição de paisagem sonora, a partir dos sons da rua. A opção pela soundscape composition ocorreu por acreditarmos que tal música, ao colocar o ouvinte-compositor numa relação íntima com o ambiente sonoro, respeitando a dinâmica sonora do material e sugerindo uma atitude composicional que opera basicamente através de uma 'escuta nômade', vem ao encontro de uma educação musical, fundada na idéia de escuta como uma forma de pensamento e ato de criação, que envolve o homem e a sonoridade ao seu redor

Abstract: Over the twentieth century, elements like noise and silence reformulate and take into consideration the notion of music, showing a musical reality more and more open to sonorities considered as non-musical until then. Such a reality operates a high degree of mobility, in which the limits between music and not-music become even more indiscernible, thus establishing new musical poetics. This reality resonates in the world image that starts to unveil itself in the last decades, different from that given by a Cartesian and fragmentary thought that ruled the human thought until recently. Over the twentieth century, it is noticed the configuration of an awareness of the existence of a world in which, according to Deleuze and Guattari's perspective, everything is yet to come, taking into consideration an image of the world that happens by intense connections and transformations, pointing out a 'course of uncertainties'. Such a situation leads to the possibility of thinking of a musical education that considers other sonorities and other musical-makings and that operates basically through creation, understood as a resistance act that causes the proliferation of differences, a basic condition for the upgrading of other ideas of music. In this sense, this study intends to think of and develop a proposal of musical education with children, having in mind an idea of musical education that not only distinguishes and chooses sounds but also determines itself due to a listening that composes, and the most general sound field as possible, enabling the desire for music not only formatted by prior models but making it possible the questioning and enlargement of the idea of music itself. In this sense, some listening and soundscape composition exercises were carried out together with a group of children, based on the street sounds. The choice for the soundscape composition occurred because it is believed that such a music, as the listener-composer is set into a close relation with the sound environment, respecting the sonorous dynamics of the material and suggesting a compositional attitude that operates basically through a 'nomad listening', favors a musical education, based on the idea of listening as a way of thinking and a creation act that involves the man and the sonority that surrounds him
Subject: Música
Composição musical
Paisagem sonora
Educação musical
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santos_FatimaCarneirodos_D.pdf1.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.