Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/284221
Type: TESE
Title: Anatomia animica da criação : analogias entre sonhar, criar e viver: imagem como linguagem
Title Alternative: Animistic anatomy of creation: analogies between dreaming, creating and living: image as language
Author: Ferreira, Adriana de Sousa
Advisor: Boccara, Ernesto Giovanni, 1948-
Abstract: Resumo: A misteriosa, fascinante e multiforme realidade anímica do processo de criação artística oferece incontáveis trilhas para peregrinação, reflexão e busca. A arte visual me incita ao ato de OLHAR, de Ver, de Ouvir e me induz ao risco de sugerir possíveis formas de contato e aproximação da Imagem como Linguagem. As motivações para esta redação remontam a indagações levantadas pelo interesse pessoal, pela prática terapêutica clínica e pela docência ministrada a arteterapeutas. O objetivo é investigar os meandros e as implicações do fazer artístico, desde as suas raízes na interioridade do artista - a terra incógnita da alma onde forças informes se movimentam em busca de tomar forma; passando pela emergência ou o cultivo de imagens - tais como sonhos, visões ou narrativas - com sua dimensão simbólica; até o esforço, ora disciplinado, ora improvisado, de moldar os materiais que enfim expressam no mundo das formas o impulso criativo. As referências básicas são o testemunho de alguns artistas sobre sua experiência e sobre o significado da criatividade, e a análise de algumas imagens, todos selecionados por simpatia pessoal e pertinência ao assunto. Um espaço maior é dado a contemplação de uma das obras do pintor espanhol Juan Miró, cujos escritos e cujas obras corporificam os princípios aqui elucidados. Os fundamentos teóricos acham-se na obra de Carl Gustav Jung, que usa o conceito de arquétipos para compreender os movimentos da força criativa humana, e na obra de Joseph Campbell, que estuda as relações entre os mitos e a arte. A metodologia inspira-se na crítica genética, buscando compreender as fontes anímicas e os momentos cruciais da geração e da construção de imagens e obras de arte, e também tece conexões interdisciplinares entre os campos da Psicologia, da Arte (especialmente Pintura e Poesia) da Filosofia e da Espiritualidade

Abstract: The fascinating animistic reality of the artistic creative process offers many possibilities for reflections, search and pilgrimage. Visual Art invites me to look and to listen leading me to the risk of suggesting possible ways of contact and approach to Image as Language. The main course of the work is to investigate the implications of the artistic making trom its roots in the deep inside of the artist-the unknown land of the soul-where forces yet unshaped move towards a definition given by shape as as outcome of images as such in dreams and visions, ali of it in the symbolic dimension. Shape attained throughout the effort and discipline practiced by the artist as a mean of translating its imagination in the work of art. The guiding references are the testimony of some artists about their experiences conceming the meaning of creativity, and the analysis of a few images in works of art selected by personal empathy. A wider space is given to the contemplation of Juan Miro's painting: Personagens e Passaros na Noite 1973. Theoretical foundations are based on Carl Gustav Jung 's work on the archetypal views of the creative forces that nourishes and instigate human imagination. Methodology is inspired by genetic critic, aiming to understand the crucial moments of the creative processo Multidiciplinary connections are traced with the fields of Psychology,Arts (Iiterature as well), Philosophy and Spirituality
Subject: Alma
Criação artística
Alquimia
Surrealismo
Arte - História - Bélgica
Civilização
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferreira_AdrianadeSousa_M.pdf5.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.