Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/284160
Type: TESE
Title: Mulher solta, mulher louca : Maria Venuto, das horas de seus dias a tela do cinema
Author: Oliveira, Aline Cristina Sasahara de
Advisor: Cardoso, Haydee Dourado de Faria, 1947-
Abstract: Resumo: A presente dissertação insere~se no contexto de desenvolvimento de novas tecnologias de comunicação e informação. Diante da suposta democratização do conhecimento apregoada como inerente aos chips, cabos e antenas parabólicas, atenta ao perigo de decisiva exclusão de segmentos inteiros da sociedade, envolvido nesse processo, Mulher Solta, Mulher Louca baseia-se na necessidade de valorização da história e, dentro dela, da história de cada indivíduo, de forma a que possa exercer plenamente sua cidadania. Contra o mito da história como seara de poucos iniciados, essa tese foi elaborada no sentido de otimizar a atividade interdisciplinar reunindo cineasta e historiador de modo a obter um filme histórico que contemple as necessidades e expectativas de ambas as áreas, e amplie o alcance da história ao atingir espectadores de cinema, vídeo e televisão. o trabalho introduz a dificuldade de aceitação por parte de muitos historiadores da linguagem cinematográfica como meio confiável de reconstituição da história, embora o desenvolvimento do cinema esteja historicamente associado à busca de conhecimento. A metodologia usada para refletir sobre o fazer desse filme histórico envolve a elaboração de um argumento cinematográfico, baseado na pesquisa e reconstituição da história de vida de Maria Venuto, bem como a discussão desse processo no que diz respeito à opção pelo gênero ficcional e pelo tema, às fontes consultadas e à adaptação das informações obtidas à narrativa cinematográfica. Mulher Solta, Mulher Louca, numa evidente afinidade com conceitos e metodologia de trabalho dos micro-historiadores, resgata a trajetória, na virada do século, dessa imigrante italiana, esposa e mãe de seis filhos, amante e assassina de Ambrosio D' Alessio, seu patrício e empreiteiro-de-obras do arquiteto Ramos de Azevedo

Abstract: This essay inseres itself in the development of new technologies in comunication and information. Due to the supposed democratization of knowledge proclaimed inherent to chips, cable and parabolic antenas, Mulher Solta, Mulher Louca is based in the necessity of recognizing history and within it the history of every human being so that he can exercise his citizenship thoroughly. Against the myth that only a few priviledged people have the capacity to become knowledgeable of history, this tesis was elaborated in the sense of making better use of the interdisciplinary activity putting together movie maker and historian in order to obtain a historic film that contemplates the necessities and expectancies of both areas and also to increase it's range when reaching the movi e, video and television viewers. This work introduces the difficulties that a part of many historians have in accepting the cinematographic language as a reliable instrument to re-establish history although the development of the movies is historical
Subject: Cinema e história
Adaptações para o cinema
Prostituição
São Paulo (SP) - História - Séc. XIX-XX
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_AlineCristinaSasaharade_M.pdf6.64 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.