Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/283946
Type: TESE
Title: Os recitativos em Le Devin du Village de Rousseau
Title Alternative: Rousseau's Le Devin du Village Recitativos : a study on historically informed performance
Author: Bernardes, José Antônio Branco, 1965-
Advisor: Ostergren, Eduardo, 1943-
Ostergren, Eduardo Augusto, 1943-
Abstract: Resumo: Este trabalho procura tratar de questões práticas concernentes a uma realização historicamente informada dos recitativos do intermezzo Le Devin du Village de Jean-Jacques Rousseau (1712-1778). Não tem pretensão de responder todas as questões suscitadas pela partitura original, mas sim de proporcionar o máximo de subsídios ao artista competente - embora não especialista em música francesa de meados do séc. XVIII - que deseje conduzir (reger) esta obra. Os estudos sobre Rousseau têm privilegiado os aspectos teórico-musicais de sua obra. Neste estudo procurou-se estabelecer parâmetros de realização dos recitativos pertencentes ao Devin principalmente através da aplicação dos conceitos e práticas musicais defendidas por Rousseau e outros autores de seu tempo. Muito das sugestões propostas são fruto da aplicação dos tratados de época em apresentações de excertos de Le Devin du Village dirigidos pelo autor em 1997, 2003, 2004 e 2007. Uma performance ou realização historicamente informada deverá ser uma recriação idealizada a partir do conhecimento o mais profundo possível de seu Zeitgeist, o que a tornará necessariamente única e transiente, cada apresentação um novo acontecimento. A mera listagem e citação de fontes de época pouco pode provar por si mesma, o simples acesso a elas não seria garantia de veracidade absoluta. Vivência e experimentação artística são essenciais. Será através de erros e acertos na prática real, com posterior reflexão e ajustes, que consolidaremos uma real compreensão desse repertório. Afinal, o fazer artístico e o pesquisar acadêmico são ambos linguagens distintas e dificilmente comunicáveis e seria um grande engodo postular uma reprodução idêntica àquela ocorrida séculos atrás. De fato, não é possível abandonarmos nossa individualidade, que é realmente do séc. XXI. Compete-nos, através de um estudo profundo, adquirir a capacidade de atuar no estilo e pensamento de época como uma segunda natureza, unindo os diversos campos envolvidos em um todo coerente no atual contexto de realização artística. Enfim, o exercício do goût

Abstract: This work seeks to address practical issues concerning the performance of recitatives from Jean-Jacques Rousseau's (1712-1778) intermezzo Le Devin du Village from a historically informed perspective. There is no pretension in answering all issues raised raised upon examination of the original score, rather to offer musical, technical and stylistic subsidies to the competent musician - not necessarily expert on mid-18th century French music - when faced with the task of conducting this work. Studies about Rousseau have for the most part tended to favor the music-theoretical aspects of his works. In this study the author proposes to establish parameters for the performance of these recitatives mainly through the application of the concepts taken from historical music treatises and musical practices advocated by Rousseau himself and contemporary authors. Many of the proposed suggestions are the result of practical experiences acquired during the performances of excerpts from Le Devin du Village conducted by the author in 1997, 2003, 2004 and 2007. Several ideas discussed by in this dissertation will allow for an idealized re-creation of this intermezzo stemming from the deepest possible possible knowledge of its Zeitgeist, which will necessarily be unique and transient. The mere citation of historical sources nothing can prove by itself; direct access to these sources is no guarantee of absolute musical veracity. The artistic musicmaking and academic research are two distinct languages and of difficult intercommunicability. We are a "child of our time". It is our responsability, however, acquire a deeper historical knowledge for a keener insight into the style and thought of that epoch in order to develop the ability to act and perform as if it were one's own second nature. Hopefully it will unite the various fields of the art involved in making a coherent whole resulting in a new context of artistic realization. The exercise of bon goût at last
Subject: Rousseau, Jean-Jacques, 1712-1778. Le Devin du Village
Prática interpretativa (Música)
Recitativo (Musica)
Intermezzo
Musica - França - Séc. XVIII
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bernardes_JoseAntonioBranco_M.pdf6.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.