Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/283929
Type: TESE
Title: A emergência do significado em música
Title Alternative: The emergence of meaning in music
Author: Oliveira, Luis Felipe
Advisor: Manzolli, Jônatas, 1961-
Abstract: Resumo: O objetivo desta tese é apresentar um modelo fenomenológico e semiótico dos processos de significação em música, tendo como apoio conceitual e teórico a filosofia de C.S. Peirce. O conceito de significado musical ou o entendimento de como a música se torna significativa envolve questões que perpassam a história da filosofia da música, da antiguidade à atualidade, assim como são consideradas também nas área da psicologia ou da neurociência aplicada à música, mais recentemente. Em um certo sentido, as perspectivas sobre o que é música e sobre como a entendemos, sobre seu papel dentro do universo do conhecimento humano e dentro das investigações metafísicas e cosmológicas, acompanham as mudanças paradigmáticas do pensamento ocidental. O primeiro capítulo apresenta uma visão panorâmica e sucinta das transformações do entendimento de música e de seus significados, a partir de três enfoques: (i) música enquanto imitação; (ii) música enquanto forma; (iii) música enquanto coletividade. O segundo capítulo adentra à área da psicologia, trazendo à discussão a teoria de Leonard Meyer do significado musical. O pioneiro trabalho de Meyer sobre essa questão dentro da psicologia da música estabelece um interessante contraponto às visões apresentadas no capítulo primeiro, e com especial correlação com a abordagem formalista de Eduard Hanslick. O terceiro capítulo continua a investigação dos processos de significação em música dentro da área da psicologia, a partir da teoria da expectativa musical de David Huron. A teoria de Huron pode ser tomada como uma proposta derivada da teoria meyeriana do significado musical, porém focando-se mais sobre evidências experimentais e sobre aspectos biológicos e neurológicos do fenômeno da antecipação. No quarto capítulo deixamos de lado a questão específica do significado musical para nos lançarmos à instigante tarefa de uma descrição do pensamento peirceano, em algum dos seus aspectos: (i) a classificação das ciências; (ii) a fenomenologia: (iii) a lógica-semiótica; (iv) as ciências normativas; (v) a lógica da descoberta; e (vi) o pragmatismo. Essa incursão ao pensamento de Peirce nos possibilitará voltar às questões específicas do significado e da significação musicais, no quinto e último capítulo desta tese. Nesse capítulo estabelecemos uma correspondência entre essa visão peirceana da significação em música e aquelas apresentadas nos três primeiros capítulos, tanto em termos lógico-semióticos, quanto em termos normativos, como também em termos pragmáticos. Apresentamos, em tal descrição peirceana da significação em música, uma correspondência dessa abordagem com conceitos atuais dos estudos da mente, como: (i) emergência; (ii) auto-organização; (iii) criatividade. O encerramento da tese leva ao diálogo, portanto, do modelo peirceano de significação musical tanto com atualidade das pequisas sobre cognição quanto com a tradição do pensamento ocidental sobre música e seus significados

Abstract: This thesis intends to provide a phenomenological and semiotic model of the process of signification in music, bearing itself conceptually and theoretically on the philosophy of C.S. Peirce. The concept of meaning in music or the understanding of how music becomes meaningful involve questions that spread over the history of the philosophy of music, from ancient times to modernity, as well as they are also considered in the field of music psychology or neuroscience of music, more recently. In a sense, the perspectives about what is music and how we do understand it, about its role within the universe of human knowledge and within the metaphysical and cosmological investigations, reflect paradigmatic changes in the history of western thought. The first chapter presents a panoramic and brief view of the shifting in the understanding of music and its meanings, from three perspectives: (i) music as imitation; (ii) music as form; (iii) music as collectiveness. The second chapter goes into the area of psychology, bringing forth the theory of musical meaning proposed by Leonard Meyer. The pioneer work of Meyer on musical meaning in psychology establishes a interesting counterpoint to those views discussed in the first chapter, with a special correlation with the formalist approach of Eduard Hanslick. The third chapter goes on in investigating the process of music signification in the field of psychology, describing the theory of musical expectancy advocated by David Huron. Huron¿s theory can be taken as derived from Meyer¿s point of view on musical meaning, but it is more focused over experimental evidences and on biological and neurological aspects of anticipation. In the fourth chapter we take aside the specific question of musical meaning to launch ourselves in the instigating task of describing some aspects of the peircean thought: (i) the classification of science; (ii) the phenomenology; (iii) the logic-semiotics; (iv) the normative sciences; (v) the logic of discovery, and (vi) the pragmatism. Such incursion in the Peirce¿s thought would lead us back to the especific questions about musical meaning and signification, in the fifth chapter of this thesis. In such chapter we establish a correspondence between this peircean perspective of musical signification and those presented in the first three chapters, in logic-semiotic, normative and pragmatic terms. We also propose a correspondence of this approach with recent concepts in the studies of mind , as: (i) emergence; (ii) self-organization; (iii) creativity. In the thesis¿s finishing takes to a dialog, thus, between the peircean model of musical signification with both the the actuality of the recent researches on human cognition and the western tradition of thinking about music and its meanings
Subject: Música - Semiótica
Significação (Filosofia)
Fenomenologia
Semiótica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_LuisFelipe_D.pdf3.63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.