Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/283900
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Informações em saúde na ótica das enfermeiras na saúde da família
Title Alternative: Health information under the perspective of family health program nurses
Author: Martins, Luz Marina Pinto, 1959-
Advisor: Silva, Eliete Maria, 1960-
Abstract: Resumo: Título: Informações em Saúde na ótica das enfermeiras na Saúde da Família. Introdução: Este estudo abarca o processo de trabalho das equipes de saúde da família na Atenção Primária em Saúde (APS) inscrita no Sistema Único de Saúde (SUS) das cidades de Campinas/SP e Dourados/MS. Considerando que a Estratégia de Saúde da Família (ESF) é um dos marcos da reorientação do modelo assistencial que concede protagonismo às ações na APS, é fundamental que esse novo modelo se reorganize afastando-se do modelo estritamente clínico ao qual visa substituir, rumo a uma eficaz descentralização dos sistemas e serviços de saúde, o que preconiza que a Informação em Saúde tenha um papel ímpar, seja por ser a ferramenta por meio da qual é possível analisar a produção das ações em saúde ou porque deve embasar e alicerçar os debates, as decisões e as transformações necessárias para a superação de problemas diagnosticados pelas profissionais do setor responsáveis pelo gerenciamento das equipes de saúde da família, as enfermeiras. Nesse sentido, tais Informações em Saúde devem possuir um bom suporte para serem utilizadas de maneira efetiva ao longo de toda a ESF, detectando focos prioritários de ação para que equipes munidas de informações confiáveis criem planos para a resolução dos problemas de determinada população, viabilizando as transformações esperadas pelas diretrizes emergentes com a instauração do SUS em todo o território nacional. Objetivos: A presente pesquisa propõe identificar a utilidade das Informações em Saúde enquanto ferramentas para a organização das ações na Atenção Primária (Artigo1), e analisar a utilidade e a utilização dessas Informações como ferramenta para organizar o processo de trabalho a partir da ótica de enfermeiras que trabalham na Saúde da Família nos municípios de Campinas/SP e Dourados/MS (Artigo 2). Métodos: Constituiu-se a pesquisa de investigação qualitativa com ênfase na utilidade das Informações em Saúde, realizada em duas etapas. A primeira delas compreendendo a revisão integrativa de literatura nacional e internacional para a aproximação do objeto de estudo, a qual resultou em 15 artigos analisados de acordo com os temas e as questões norteadoras definidas. A segunda etapa constituída pela pesquisa descritiva de abordagem qualitativa, na qual se contextualizou as opiniões coligidas de 32 sujeitos dos dois municípios para a compreensão da importância que atribuem às informações na organização de seu cotidiano e ao uso que delas fazem condicionados, por sua vez, às questões estruturais, organizacionais e educacionais, por meio de respostas a formulário online. Resultados: São apresentados em formato de artigos. A revisão integrativa de literatura resultou em um total de 234 artigos que se mostraram passíveis de nova seleção, sendo 15 os artigos publicados nos últimos dez anos e tomados como corpus definitivo para o estudo que, nesta etapa, buscou evidências científicas sobre a temática. Verificou-se, então, que a maioria dos artigos enfatiza a importância das Informações em Saúde para a identificação de prioridades no atendimento, auxiliando no planejamento de ações e sinalizando, ainda, dificuldades advindas das tentativas de uso dessas informações e desses Sistemas de Informação por parte dos profissionais; por outro lado, os estudos apontam também a fragilidade mesmo do manuseio dos dados e da natureza incerta de muitas dessas informações, sendo que a maioria das recomendações relata que o aprimoramento nesse uso depende, sobretudo, da atuação de equipes de saúde engajadas. O segundo artigo contempla a segunda etapa da pesquisa e apontou que a utilidade das Informações em Saúde no processo de trabalho das enfermeiras atuantes na ESF mostra-se como relevante para os próprios profissionais embora se configure, segundo eles, de maneira assistemática e sem planejamento, o que propicia a permanência de fragilidades tais como a inexistência de processos de captação e análise dos dados e a ausência de educação permanente articulada às dificuldades práticas identificadas por estes trabalhadores. Se, por um lado, os próprios profissionais encontram dificuldades em conceber-se enquanto agentes de planejamento ¿ e não apenas executores de ações ¿, por outro lado as várias condicionantes contribuíram para a percepção majoritária dos efeitos negativos (dificuldades) no manejo destas informações no cotidiano de suas práticas. Conclusão: Concluímos que a utilidade das Informações em Saúde como ferramentas para a organização das ações na APS se mostra inconsistente, pois embora os profissionais compreendam o seu valor, não as utilizam em suas práticas cotidianas na ESF, um processo dinâmico e complexo que preconiza novas práticas devido às diretrizes às quais está vinculada no SUS. Conclui-se também que a utilização restrita destas informações deriva dos vários problemas e/ou situações relatados no estudo que, nesse sentido, buscou mapear os principais desafios a serem enfrentados, tais como a contribuição na qualidade da informação, a exigência do feedback entre os que processam os dados, o desenvolvimento contínuo de pesquisas e, sobretudo, o auxílio na construção da integralidade da APS. Desse modo, as enfermeiras necessitam (re) pensar a utilidade destas Informações em Saúde com vistas a tornarem-se agentes nos processos de planejamento, programação, acompanhamento e avaliação de suas ações, avançando na qualidade e na resolutividade da APS. Também é necessária a incorporação da avaliação para uma prática sistemática que propicie a reorganização no processo de trabalho no âmbito da Saúde da Família, viabilizando a construção de um ambiente no qual a utilização dos dados é favorecida e conduz à elaboração de planos de manejo eficazes. Por fim, espera-se que o presente estudo desperte nos gestores e profissionais de saúde que atuam na Saúde da Família a sensibilidade quanto à magnitude desta problemática, a fim de subsidiar debates para que as informações advindas dos Sistemas de Informação e das pesquisas sejam de melhor qualidade e passem a ser efetivamente utilizadas no cotidiano das práticas em saúde, buscando sempre a melhoria da qualidade dos serviços de saúde oferecidos à população

Abstract: Title: Health information under the perspective of Family Health Program nurses Introduction: This study covers the work process of Family Health Program professionals on Primary Health Care (PHC) in Brazilian public health system (Sistema Único de Saúde ¿ SUS) in the municipalities of Campinas (São Paulo State) and Dourados (Mato Grosso do Sul State). Considering that the Family Health Strategy (FHS) represents a mark in the reorientation of the assistance model, conceding a main role to the PHC, it is fundamental that this new model reorganize itself moving away from the strict clinical model that it aims to replace, towards an effective decentralization of health systems and services, which advocate that the Health Information might have an essential role, either because they are the tool by means of which it become possible to analyze the production of health actions, or because they might guide and base the debates, the decisions and the necessary changes to overcome the diagnosed problems by the professionals in charge of Family Health management, the nurses. In this sense, the Health Information might have a good support to be used in an effective way through all the FHS, identifying priority focuses of action, in order that professional staffs, provided with reliable information, create plans for solving the problems of a given population, making possible the expected changes recommended by SUS¿s establishment in whole Brazilian territory. Objectives: This work aims to identify the usefulness of Health Information as a toll for the organization of the actions in Primary Health Care (Article 1), and to analyze the usefulness of that information as a tool to organize the work process of Health Family Program nurses in the municipalities of Campinas/SP and Dourados/MS (Article 2). Methodology: The research consists of a qualitative investigation with emphasis on the usefulness of Health Information. It was made in two stages: the first one is formed by an integrative review of national and international literature for the approach to the study object, which resulted in 15 papers analyzed, in accord to the themes and issues previously defined. The second stage consists of the qualitative research, which aimed to contextualize the 32 subject¿s opinions collected in both municipalities, in order to comprehend the importance that they attribute to the information in organizing their daily work and the use that they make out of them, conditioned to the structural, organizational and educational issues, by means of answers to an online form. Results: They are presented in academic article format. The integrative literature review resulted in a total of 234 papers that had showed it itself capable of a new selection, being 15 of these papers published in the last ten years and considered the definitive corpus for the study that, in this stage, has searched for scientific evidences about the topic. It was found then that the majority of the papers emphasizes the importance of Health Information to identify the priorities of the service, helping to plan actions and indicating else the difficulties that come out of the use of this information and of the Information System by the professionals; on the other hand, the studies also pointed the fragility in using the data and the uncertain quality of many of this information, considering that mostly of the recommendations relate that the improvement in this use depends, above all, in the health professional¿s team actuation engaged. The second article presents the second stage of the research, and pointed that the usefulness of Health Information in the work process of FHS has showed itself as relevant to the very professional, although it is presented by their opinion in an unsystematic and non-planned way, which causes the permanence of weaknesses as the inexistence of data collect and analysis processes and the absence of permanent education related to the practical problems identified by those professionals. If, on the one hand, the same professionals have found difficulties on considering themselves as planning agents of the process ¿ and not only performers of the actions ¿, on the other hand the many conditions contributed for the majoritarian perception of the negative effects (difficulties) on handling that information in their daily practice. Conclusion: This study concludes that the usefulness of Health Information as tools for organizing the actions on PHC has showed itself inconsistent, because although the professional know its importance, they do not use it in their daily practice on FHS, which is a dynamic and complex process that advise new practices due to the guidelines that the Public Health System establish (SUS). This study also concludes that the restrict use of the Health Information is due to the many problems and situations related in this research, which aimed to map the main challenges to be faced, as the contribution on the data improvement, the feedback requirement between those who process the data, the continuous development of researches and, most of all, the support in the integral construction of PHC. Thus, the nurses need to rethink the usefulness of the Health Information, aiming to become agents in the planning, programming, tracking and evaluating processes, advancing on the quality and the solving of PHC. Also, it is necessary the incorporation of the evaluation as a systematic practice, that might provide the reorganization in the Family Health work process, enabling the construction of an environment in which the use of the data is favored, conducting to the development of effective management plans. Finally, it is expected that this study awake in health managers and professionals that act on Family Health sensitivity regarding the magnitude of the problem, in order to subsidize debates so that the information of Health Information Systems and the researches be of best quality and start to be effectively used on daily healthcare practices, always searching for the improvement of the health services provided to the population
Subject: Enfermagem
Estratégia Saúde da Família
Sistemas de informação em saúde
Gestão da informação em saúde
Atenção primária à saúde
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FENF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Martins_LuzMarinaPinto_D.pdf2.76 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.