Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281841
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: A CEPAL no fim do milenio : a resposta aos programas de ajustes neoliberais
Author: Vitagliano, Luis Fernando
Advisor: Moraes, Reginaldo Carmello Corrêa de, 1950-
Abstract: Resumo: A CEPAL (Comissão Econômica para a América Latina) é o objeto deste estudo exploratório. Serão dois momentos distintos aqui apresentados e tratados: os trinta anos gloriosos do desenvolvimento latino-americano, de 1950 a 1980 ¿ que aparecerão aqui na discussão da ¿velha CEPAL¿; e, depois de 1980, na crise do desenvolvimento latino-americano, quando o neoliberalismo toma a pauta de recomendações e é definido como princípio preponderante para os países em desenvolvimento ¿ a CEPAL aparece nesta fase como a ¿nova CEPAL¿. Qual o contraste existe entre a ¿nova CEPAL¿ e a ¿velha CEPAL¿? O que provocou a ruptura? Quais as diferenças entre um e outro cenário político e econômico? Como a CEPAL reage em relação às recomendações políticas neoliberais? Estas são algumas das perguntas que abordaremos no desenrolar deste trabalho. Os principais temas da pesquisa giram em torno de dois aspectos: o papel reservado ao Estado nos diferentes momentos históricos de um lado e as teorias do desenvolvimento de outro. Qual então o papel que a CEPAL apresenta ao Estado no final século XX e início do século XXI? Em que medida ele se contrasta com o papel atribuído ao Estado no final dos anos quarenta e início dos anos cinqüenta? As mesmas perguntas cabem às concepções a respeito do desenvolvimento econômico: Quais as novas estratégias para o desenvolvimento da América Latina e em que medida se contrastam com as antigas? As perguntas de fundo que nos levam a este estudo, porém, são mais complexas e indecifráveis: Qual a relação entre idéias e fatos? Em que medida os fatos fazem mudar as idéias? Em que medida as idéias interferem na ação humana?
Abstract : The ECLAC (Economic Commission for Latin America and Cariben) is the object of this exploratory study. There will be two distinct moments presented and treated here: the ¿thirty glorious years¿ of the Latin American development, 1950 to 1980 ¿ which will appear here in the discussion about the ¿old ECLAC¿; and, after 1980, in the crisis of Latin American development, when neoliberalism becomes the guideline for policy recommendations and is defined as the preponderant principle for developing countries ¿ the ECLAC appears in this phase as the ¿new ECLAC¿. How does the ¿new ECLAC¿ differ from the ¿old ECLAC¿? What caused the rupture? Which are the differences between one political economic scenery and the other? And, how does the ECLAC react to the neoliberal policy recommendations? These are some of the questions we will approach throughout this work. The main issues of our research regard two aspects: on one side, the role of the State in different historical moments, and, on the other side, the theories of development. Which is then the role proposed by ECLAC to the State in the end of the XXth century and beginning of XXIth century? How does it contrast with the role attributed to the State in the end of 40s and beginning of the 50s? The same questions can be asked about the conceptions of economic development: which are the new strategies for the development of Latin America and how do they differ from the old ones? The questions that led us to this study, however, are more complex: which is the relation between ideas and facts? How can the facts change the ideas? How do the ideas interfere with human action?
Subject: Nações Unidas. Comissão Econômica para a América Latina
Desenvolvimento econômico
Globalização
Neoliberalismo
Estruturalismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vitagliano_LuisFernando_M.pdf802.07 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.