Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281815
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: A vida fora das fabricas : cotidiano operario em São Paulo - 1927-1934
Author: Decca, Maria Auxiliadora Guzzo, 1946-
Advisor: Fenelon, Déa Ribeiro, 1933-
Abstract: Resumo: Este e um estudo sobre o cotidiano operário fora dos locais de trabalho na cidade de São Paulo, que, nas décadas de vinte e trinta um dos centros industriais mais importantes do pais, torna-se um dos centros industriais mais importantes do país. Pretende contribuir para o conhecimento das condições concretas de existência dos trabalhadores fora da esfera da produção num período e local determinados. Por outro lado, busca apreender como a vida operária em vários de seus aspectos se constituiu a partir da pratica de diferentes agentes históricos e grupos sociais,s na capital do Estado. Desde o aparecimento do operariado como força social importante em são Paulo, nos findo século XIX, sua presença fora dos ambientes de trabalho foi objeto de preocupação crescente no interior de uma sociedade onde a ordem urbano industrial se acentuava. Empenhos repressivos ou mais persuasivos dos setores dominantes em relação ao viver operário sempre se alternaram desde as primeiras décadas do crescimento industrial. e urbano da cidade. No entanto, os mesmos tem uma especificidade histórica própria nas décadas de vinte e trinta. Se de um lado as condições da classe da operaria parecem ter s1 do objeto de maior atenção na década de vinte, principalmente por parte dos poderes públicos, 118.0 se pode negligenciar o fato de que o operariado H , que se insurgia, aberta ou veladamente em São Paulo, também refletiu acerca de sua situação e condição. Neste trabalho n8.O se encontram os cortes cronológicos mais, convencionais da historiografia (antes de trinta - pós trinta) uma vez' que recorte temático pretende ultrapassar a cronológica estão pelos acontecimentos políticos valorizados pelas classes dominantes. Não se busca tampouco uma generalização ou tipologia da dominação burguesa (formas estado, liberal ou autoritário, oligárquico ou ditatorial, etc... e de da .. , aça.o operaria. Pretende-se talvez mito menos. Em um estudo localizado, de "curta duração", sobre a vida operária fora das f_brica8, o intuito foi por mais o de perceber a constituição de um determinado cotidiano em são Paulo. Inúmeros trabalhos historiográficos tem se preocupado com as condições mais gerais de existência da classe operária no Brasil, situado diversamente seus interesses e preocupações. Este estudo se inspirou originalmente nas indagações de Michael Hall sobre a formação da classe operária. no Brasil, na criuca historiográfica realizada por Carlos Vezentini e Edgar de Decca e nas discussões realizadas no programa de pós-graduação,sobre o trabalho assalariado urbano. Mais recentemente, as linhas de pesquisa do projeto FINEP/Departamento de História - UNICAMP colocaram novas indagações que foram incorporadas ao trabalho
Subject: Trabalho e trabalhadores - Aspectos sociais
Imprensa trabalhista - São Paulo (Estado)
Proletariado
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1983
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Decca_MariaAuxiliadoraGuzzo_M.pdf12.83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.