Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281781
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Cinema e sociedade = sobre a ditadura militar no Brasil
Title Alternative: Cinema and society : about the military dictatorship in Brazil
Author: Leme, Caroline Gomes, 1986-
Advisor: Ridenti, Marcelo Siqueira, 1959-
Abstract: Resumo: De 1979 aos dias atuais, a ditadura militar fez-se presente em um número significativo de obras fílmicas. Analisar essa produção cinematográfica é examinar como está sendo ressignificado o passado, quais questões estão sendo obliteradas, que ambiguidades e tensões perpassam a interpretação do processo sócio-histórico. Esta pesquisa propõe-se a trabalhar a relação entre cinema e sociedade no que tange aos enunciados social e culturalmente construídos a respeito do período do regime militar vigente no Brasil de 1964 a 1985. O objeto de investigação são os filmes de longametragem lançados entre 1979 e 2009 que se reportam ao tema da Ditadura Militar no Brasil e seus desdobramentos. O pressuposto é o de que as obras fílmicas, enquanto produções culturais, podem ser consideradas meios legítimos e diferenciados para o conhecimento da sociedade, uma vez que são constitutivas da realidade social, produzindo significados, valores e proposições expressados através de sua construção própria. Pauta-se na concepção de cultura do materialismo cultural de Raymond Williams (2000) e fundamenta-se essencialmente no referencial teórico-metodológico de Pierre Sorlin (1985,1994). Realiza-se um levantamento amplo e fundamentado da filmografia que tematiza a ditadura militar brasileira e dedica-se um olhar mais atento aos seguintes filmes: E agora, José? Tortura do sexo (Ody Fraga, 1980); Paula - A história de uma subversiva (Francisco Ramalho Jr., 1980); Nunca fomos tão felizes (Murilo Salles, 1984); Corpo em delito (Nuno Cesar Abreu, 1990); Ação entre amigos (Beto Brant, 1998); A terceira morte de Joaquim Bolívar (Flávio Cândido, 2000) e Zuzu Angel (Sérgio Rezende, 2006), os quais correspondem a um espectro amplo de possibilidades cinematográficas.

Abstract: From 1979 to today, the military dictatorship has been theme of a significant number of movies. Analyze this filmography is to examine how the past has been reframed, what aspects are being obliterated, what are ambiguities and tensions that underlie the interpretation of socio-historical process. This research proposes to study the relationship between cinema and society with respect to the socially and culturally constructed enunciations about the period of military rule in Brazil (1964-1985). The object of investigation are the feature-length films released between 1979 and 2009 that relate to the theme of military dictatorship in Brazil. It is assumed that the movies, as cultural productions, can be considered legitimate and differentiated sources for investigate the society, since they are constitutive of social reality and produce meanings, values and propositions expressed by its own construction. It is guided in the concept of culture from Raymond Williams (2000)'s cultural materialism and is based essentially on Pierre Sorlin (1985, 1994)'s theoretical and methodological framework. It is done a broad and grounded survey of the filmography that deals with the Brazilian military dictatorship and is dedicated a closer attention to the following films: E agora, José? Tortura do sexo (Ody Fraga, 1980); Paula - A história de uma subversiva (Francisco Ramalho Jr., 1980);
Subject: Sociologia
Cultura
Cinema - Aspectos sociais
Cinema brasileiro - 1979-2009
Brasil - História - 1964-1985
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Leme_CarolineGomes_M.pdf8.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.