Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281669
Type: TESE
Title: O centro de referencia em saude do trabalhador de Campinas : trajetoria de uma experiencia
Author: Medeiros, Maria Angelica Tavares de
Advisor: Souza, Angela Maria Tude de, 1952-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa se propõe a analisar a trajetória do Programa de Saúde do Trabalhador (PST) de Campinas, no período de 1986 até 1998, enfocando o alcance das diretrizes propostas e a articulação dos atores envolvidos na formulação da política de saúde do trabalhador no município em questão. O PST, que começa a funcionar em 1987, resulta de um processo de mobilização sindical e tem como característica peculiar a presença de lideranças dos trabalhadores no seu gerenciamento. A partir de 1993, passa a se constituir em Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CRST), organismo municipalizado e de abrangência regional que, ao contrário de parte das experiências do gênero ocorridas no país durante a década de 80, continua existindo. Em que condições isto ocorre é o que tentamos identificar. A investigação foi estruturada a partir de duas frentes: acervos documentais e entrevistas. O exame dos documentos se valeu do arquivo Memória do Programa de Saúde do Trabalhador, que reúne toda a produção do Programa, desde a sua criação. Foram entrevistados alguns dos principais sujeitos envolvidos com a história, buscando o resgate de uma experiência. Foi realizada uma análise imanente das fontes, obedecendo a sua lógica interna e procurando apreender, assim, a totalidade na qual se estabelece essa proposta. Os resultados do esforço investigativo revelam grandes obstáculos para a efetivação de uma atenção integral à saúde dos trabalhadores, congregando assistência,Vigilância e Educação/Pesquisa. O CRST/Campinas sobrevive diante da omissão da administração municipal, o que significa ausência de apoio político e de condições materiais para o trabalho. À falta de respaldo do poder local, os sujeitos buscam responder com um forte empenho pessoal para realizar as ações. A participação dos trabalhadores, embora permaneça, sofre as conseqüências do refluxo do movimento sindical frente à reestruturação produtiva e às mudanças no mundo do trabalho. O serviço tem existência, portanto, no seio de intensas contradições que se põem no universo da relação capital/trabalho, mediada pelo estado

Abstract: The objective of this research is to analyse the history of the Programa de Saúde do Trabalhador (PST) in Campinas between 1986 and 1998, focusing on the reach of the directives proposed and the articulation of the people involved in elaborating the worker's health policy in Campinas. The PST started operating in 1987, its creation being the result of a union campaign and since then it has always had representatives of the workers participating in its management. In 1993, it became the Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CRST), an organ under municipal administration which still exists today, unlike other similar projects implemented in Brazil during the 1980s. This research was based on two main sources: documents and interviews. The documents examined were extracted trom a file called Memória do Programa de Saúde do Trabalhador, which contains the entire production of the PST, since its creation. The interviews were carried out with those most directly involved in the history of the centre, as an effort to record their experience. The collected material was analysed in its own internal logic in order to ensure the understanding of this project in its entirety. This investigation reveals the existence of major obstacles to the implementation of a project covering all the aspects of the worker's health, which include Assistance, Vigilance and Education/Research. The CRST/Campinas subsists despite negligence from the municipal administration: the lack of political support and the failure to provide the material means necessary for the operation of the centre. The members of the centre try to face this reality by pulling their efforts together in order to carry out its activities. The workers are still involved in the management of the centre. However, their participation has suffered the consequences of the weakening of the union movement due to productive restructuring and changes in the labour world. The centre therefore coexists with the intense contradictions that emerge trom the capital/labour relation, mediated by the State
Subject: Saúde e trabalho
Política de saúde
Programas de assistencia ao trabalhador - Campinas (SP)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Medeiros_MariaAngelicaTavaresde_M.pdf12.73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.