Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281665
Type: TESE
Title: A polifonia das modinhas : diverisdade e tensões musicais no Rio de Janeiro na passagem do seculo XIX ao XX
Title Alternative: Modinhas and popular musicians in Rio de Janeiro (1871-1912)
Author: Ferlim, Uliana Dias Campos
Advisor: Cunha, Maria Clementina Pereira, 1949-
Abstract: Resumo: Este trabalho dedica-se a avaliar a produção e circulação de canções na cidade do Rio de Janeiro dentre o final do século XIX e o início do século XX. Foram utilizados cancioneiros produzidos por diferentes autores e editoras (o mais antigo deles foi publicado em 1871). Assim como catálogos da mais importante casa de comercialização de fonogramas, a primeira do país, fundada em 1902, a Casa Edison. Esta casa, propriedade do empresário Fred Figner, passou a contratar artistas para a gravação de músicas e posterior comercialização. As músicas gravadas tinham intensa circulação no mercado mais amplo das diversões musicais da cidade. Pessoas de variada origem econômica e social disputavam espaço como artistas e desenvolviam estratégias para o seu reconhecimento individual e profissional. Através da pesquisa podemos entender as discussões estéticas como parte de um quadro social que tem ligações mais profundas com a ordem social e econômica mais geral. As questões racial e da identidade nacional são acionadas neste jogo de embates da vida cotidiana que é essencialmente político

Abstract: The present work focuses on the production and circulation of songs in the city of Rio de Janeiro between the end of Nineteenth century and the beginning of Twentieth. The research is based on collection of songs (cancioneiros), produced by different authors and publishers (the oldest is from 1871). It also investigates catalogs of Casa Edison, the most important phonogram store, the first of this kind in the country, founded in 1902. This store, owned by Frederico Figner, hired artists for song recording and subsequent trading. These song circulated widely in Rio de Janeiro, in theaters, music halls, circus and on the streets. People of different economic and social origins fought for territories as artists and developed diverse strategies to be recognized individually and professionally. Through these research one can relate the aesthetic debates as part of a social context deeply linked with the economic and social order. The racial problem and the problem of the national identity are part of these daily fights, which were essentially political
Subject: Musica popular - Rio de Janeiro (RJ)
Músicos
Indústria cultural
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferlim_UlianaDiasCampos_M.pdf2.55 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.