Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281536
Type: TESE
Title: Paginas de resistencia : intelectuais e cultura na Revista Civilização Brasileira
Author: Czajka, Rodrigo
Advisor: Ridenti, Marcelo Siqueira, 1959-
Abstract: Resumo: Em meio às transformações políticas e culturais, à mudança estrutural decorrente das novas possibilidades de se conceber a produção cultural e a sua incipiência a partir de um mercado de bens culturais ¿ concomitantemente à atividade política exercida, sobretudo, pelas forças de oposição ao regime militar ¿ a década de 1960 representa um momento particular no entrecruzamento dessas questões. Assim, cultura e política não se distinguem quando assumidas como pressupostos de uma esfera pública ou de um espaço de debates sobre os inúmeros projetos nacionais. E como elemento representativo dessas preocupações, a Revista Civilização Brasileira (1965-1968) aparece como um momento importante na afirmação desse espaço, proporcionando um grande número de discussões acerca da literatura, do teatro, do cinema, das artes plásticas e da música produzidos no Brasil. Nesse sentido, tratou-se da produção cultural não apenas pela sua representatividade estética e artística, mas da vinculação da cultura à atividade política e à sua capacidade real de interferência nas estruturas de produção e recepção social de bens culturais. A Revista Civilização Brasileira representa, com seu grupo de colaboradores ¿ entre eles, escritores, jornalistas, cientistas sociais e músicos ¿ este espaço importante a partir do qual se reviram teorias e reformularam-se ideologias que orientaram essa nova condição. Mais que uma revista de idéias, a Revista Civilização Brasileira propiciou debates entre intelectuais e artistas acerca de projetos políticos-culturais e, em nome disso, fez frente ao regime militar e aos seus mecanismos de censura ideológica

Abstract: In way to the transformations cultural and politics, the decurrent structural change them new possibilities for conceiving the cultural production and the activity politics, the 1960¿s represents a particular moment in the intercrossingof these two perspectives. So, culture and politics aren¿t distinguished when placed as estimated from a public sphere or a space of debates on the routes of the national life. And as key element of these concerns, the Revista Civilização Brasileira (1965-1968) appears us as an important moment in the affirmation of this space, keeping a series of quarrels concerning literature, the theater, the cinema, the plastic arts and music. Soon, not representative only aesthetic a cultural production innocuous and artisticly, but an entailed culture to the activity politics and its capacity of social interference. In this way, the Revista Civilização Brasileira represents with its group of collaborators ¿ between them, social scientists, writers, journalists, scientists and musicians ¿ an important and historical representative space for the culture and the politics thought about that period. More than a magazine of ideas, the Revista Civilização Brasileira propitiated debates between intellectuals and artists concerning politician-cultural projects e, in name of this, made front to the military regimen and its mechanisms of ideological censorship
Subject: Periodicos brasileiros
Intelectuais
Política e cultura - Brasil
Brasil - Civilização
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Czajka_Rodrigo_M.pdf1.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.