Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281534
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Introdução ao estudo dos regimes de imagens nos livros "Cinema" de Gilles Deleuze
Title Alternative: Introduction to the study of images' regimes in the Cinemas' books of Gilles Deleuze
Author: La Salvia, Andre Luis, 1982-
Advisor: Orlandi, Luiz Benedicto Lacerda, 1936-
Abstract: Resumo: A ¿taxionomia¿ dos signos cinematográficos e dos tipos de imagens, os quatro comentários a Bergson, as monografias de mais de 150 autores são algumas das entradas possíveis aos livros Cinema de Gilles Deleuze. Aqui, optou-se por encarar a obra pelo viés conceitual, a saber, considerou-se Imagem-movimento e Imagem-tempo conceitos deleuzeanos. Assim sendo, em primeiro lugar, a pesquisa precisou entender quais características Deleuze dá aos conceitos: eles são constituídos por elementos em relação de vizinhança organizando campos de solução para problemas. Os conceitos de Imagem-movimento e Imagem-tempo são dinâmicos e diferenciam-se através das diferentes relações dinâmicas que seus diferentes elementos travam entre si. Ao mesmo tempo, a pesquisa percorreu a obra Cinema em vários sentidos, extraiu linhas mais ou menos constantes e assistiu muitos filmes. Desse modo, buscou os elementos que eram colocados em jogo quando Deleuze precisava explicar porque determinado autor fazia uma ¿imagem indireta do tempo¿ ou uma ¿imagem direta do tempo¿ ¿ o filósofo deixa claro, em uma das entrevistas de Conversações, que seu interesse é analisar como o devir das imagens e signos constitui um ¿automovimento¿ e também uma ¿autotemporalização¿ das imagens. E estes termos são os problemas para os quais os conceitos de Imagem-movimento e Imagem-tempo apresentam elementos que, em relação, são capazes de dizer algo sobre os diferentes autores e estilos de fazer cinema

Abstract: The ¿taxionomy¿ of the cinematographic signs and the types of images, the four commentaries the Bergson, the monographs of more than 150 authors are some of the possible entrances the work Cinema of Gilles Deleuze. Here, it was opted to facing the work for the conceptual bias, namely, considered Image-movement and Image-time deleuzeans concepts. Thus, in first place, the research needed to understand which characteristics Deleuze gives to the concepts: they are constituted by elements in neighborhood relation having organized fields of solution for problems. The concepts of Image-movement and Image-time are dynamic and are differentiated through the different dynamic relations that its different elements do between itself. At the same time, the research covered the work Cinema in some directions, extracted more or less constant lines and attended many films. In this manner, it searched the elements that were placed in game when Deleuze needed to explain because one author made a ¿indirect image of the time¿ or a ¿direct image of the time¿ - the philosopher leaves clearly, in one of the interviews of Conversations, that its interest is to analyze how the devir of the images and signs constituted a ¿automotion¿ and a ¿autotimezation¿ of the images. And these terms are the problems for which the concepts of Image-movement and Image-time presents elements that, in relation, are capable to say something on the different authors and styles to make cinema
Subject: Deleuze, Gilles, 1925-1995
Filosofia - História
Cinema - Filosofia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
LaSalvia_AndreLuis_M.pdf292 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.