Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281256
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Filosofia e política em João Calvino
Title Alternative: Philosophy and politics in John Calvin
Author: Moraes, Gerson Leite de, 1973-
Advisor: Romano, Roberto, 1946-
Silva, Roberto Romano da, 1946-
Abstract: Resumo: A presente tese de doutoramento tem por escopo discutir aspectos filosóficos e políticos relacionados à figura de João Calvino e dos seus discípulos, que são chamados comumente de reformados ou calvinistas. Para tal foi necessário abarcar um longo período que se inicia na Baixa Idade Média, vista como incubadora de discussões filosóficas, econômicas, sociais, políticas e teológicas que acabaram desembocando no Renascimento Cultural, que trouxe à tona as Reformas Protestantes. Com o fim do monopólio católico em termos religiosos de um lado, e o estabelecimento da secularização em rápida expansão do outro, as Reformas Protestantes colocavam-se como uma inovação porque ofereciam a possibilidade de se vivenciar a fé cristã a partir de novas perspectivas, mas também podiam ser vistas como mantenedoras do forte fundamento religioso da sociedade europeia ocidental. Nesse jogo de inovação e manutenção da ordem, a Reforma Calvinista talvez tenha sido a que mais possibilidades de inovação ofereceu ao ambiente já destacado. João Calvino não foi somente um reformador, ou seja, um homem que construiu um modelo religioso na cidade de Genebra, e que serviu de referência para muitos outros lugares na Europa e fora dela, mas foi também um intelectual de grande envergadura, pois sua obra, crivada de aspectos teológicos, oferece subsídios para uma série de outras discussões nos campos filosófico, político, econômico, social. Pode-se dizer que Calvino foi um entre muitos pilares da modernidade. A presente tese discutiu e trouxe à tona as várias possibilidades de leitura e aplicabilidade dos conceitos desenvolvidos por João Calvino. Como consequência do seu trabalho, o velho mundo e a América tiveram oportunidades para colocar suas ideias em prática, seja numa transposição direta, ou com algumas adaptações. Nesse sentido, a tese dá uma ênfase especial para a atuação dos monarcômacos franceses, com sua teoria contratualista de organização do poder, numa época de desenvolvimento e consolidação do absolutismo como forma de governo. Além disso, procurou ressaltar a importância do calvinismo no combate à tirania, mostrando a necessidade de valorização das formas representativas de poder. Destaca, ainda, alguns casos em que os canais de comunicação entre o magistrado e o povo já não existiam, e que a possibilidade radical do tiranicídio tornou-se uma opção. Outra questão que ficou evidente na tese ora apresentada é que o calvinismo não foi e não é um bloco monolítico, pois debaixo de tal rótulo existem diferenças gritantes entre os grupos que se autodenominam representantes dessa tradição, e que vêm desde o século XVI tentando, através do discurso da permanência dos valores outrora defendidos, apropriarem-se exclusivamente dessa cosmovisão. Ademais, um outro elemento chamou a atenção na pesquisa, a saber, a injustiça cometida contra Calvino no campo epistemológico, pois nosso autor ficou reduzido à doutrina da predestinação, o que se configura num grande prejuízo na compreensão dele e de suas contribuições para o mundo moderno. Tentamos mostrar que Calvino e o calvinismo transcendem esses aspectos, e que suas contribuições foram de suma importância para o debate filosófico e políticResumo:

Abstract: This doctoral thesis has the purpose to discuss philosophical and political issues related to the figure of John Calvin and his disciples, which are commonly called the Reformed or the Calvinists. For this, it was necessary to cover a long period beginning in the late Middle Ages, which is seen as an incubator for philosophical, economic, social, political and theological discussions eventually emptying into the Cultural Renaissance, that brought about the Protestant Reform. With the end of the Catholic monopoly in religious terms on one side, and the establishment of secularization in rapid expansion on the other, Protestant Reforms put up as an innovation because they offered the possibility of living the Christian faith from new perspectives, but also could be seen as sustaining the strong religious foundation of Western European society. In this game of innovating and maintaining order, the Calvinist Reformation perhaps was the movement that more innovation possibilities offered to the environment already highlighted. John Calvin was not only a reformer, or a man who built a religious model in Geneva, and served as a reference for many other places in Europe and beyond it, but he was also a great intellectual figure because his work riddled with theological aspects provided grants to a number of other fields in philosophical, political, economic, and social discussions. It can be said that Calvin was one of the many pillars of modernity. This thesis has discussed and brought to light the various possibilities of reading, and the applicability of the concepts developed by John Calvin. As a result of his work the old world and America had opportunities to put their ideas into practice, in direct transpositions or with some adaptations. In this sense, the thesis gives a special emphasis to the role of the enemies of the French monarchy, with their contractual theory of power organization in a time of development and consolidation of the absolutism as a form of government. Moreover, it emphasized the importance of Calvinism in the fight against tyranny, showing the need for enhancement of representative forms of power. Also shows that in some cases, where the channels of communication between the magistrate and the people no longer existed, the radical possibility of tyrannicide became a valid option. Another issue that became apparent in the thesis presented here is that Calvinism was not, and is not a monolithic block, because under that label, there are striking differences between the groups calling themselves representatives of the same tradition, and that since the sixteenth century, they have been trying, by a speech based upon the permanence of values once defended, to be the owners of this worldview. Furthermore, another element called attention in the research, namely the injustice committed against Calvin in the epistemological field, as the author was reduced to his doctrine of predestination, which configures a great loss to understand himself and his contributions to the modern world. We try to show that Calvin and Calvinism go far beyond that, and their contributions were critical in the philosophical and political debate.
Subject: Calvin, Jean, 1509-1564
Calvinismo
Teologia e política
Ditadura
Federalismo
Reforma
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Moraes_GersonLeitede_D.pdf1.65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.