Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281240
Type: TESE DIGITAL
Title: Pagamento por produção, intensificação do trabalho e superexploração na agroindústria canavieira brasileira
Title Alternative: Payment by production, intensification of work and overexploitation in the Brazilian sugarcane industry
Author: Guanais, Juliana Biondi 1985-
Advisor: Antunes, Ricardo, 1953-
Antunes, Ricardo Luiz Coltro
Abstract: Resumo: Na agroindústria canavieira brasileira os cortadores de cana são remunerados por intermédio do pagamento por produção, forma específica de remuneração que atrela o salário dos mesmos à quantidade de cana cortada. Por intermédio do pagamento por produção as usinas conseguem impedir que os trabalhadores rurais adquiram o controle do seu processo de trabalho e do seu salário, selecionar somente os trabalhadores mais produtivos e assegurar o investimento dos cortadores de cana em seu trabalho. Com a divulgação de inúmeras mortes, mutilações e acidentes de trabalhadores rurais, o pagamento por produção passou a ser identificado por alguns pesquisadores como o principal responsável pelo trabalho excessivo e até mesmo pelas mortes precoces dos cortadores de cana. A presente tese tem como objetivo principal analisar a relação entre pagamento por produção, intensificação do trabalho e superexploração na agroindústria canavieira brasileira. Como conclusão geral, conseguimos comprovar que existe superexploração porque ao mesmo tempo em que os cortadores de cana estão tendo uma elevação no valor de sua força de trabalho, essa elevação não é acompanhada por um aumento proporcional dos salários, o que significa que esses trabalhadores estão sendo pagos por debaixo de seu valor. Toda a análise toma como base a pesquisa de campo realizada em duas usinas do estado de São Paulo e em Tavares (sertão paraibano) - município de origem de um dos grupos de cortadores de cana entrevistados - além de dados estatísticos sobre o piso salarial e sobre os salários dos cortadores de cana nas últimas décadas

Abstract: In the Brazilian sugarcane industry cane cutters are paid through the payment by production, specific form of remuneration that links the salaries of the same amount of cane cut. Through the payment for production the industry can prevent rural workers acquire control of your working process and his salary, selecting only the most productive workers and ensure the investment of cane cutters in their work. With the release of countless deaths, mutilations and rural workers accidents, payment for production has to be identified by some researchers as the main responsible for overwork and even the early deaths of cane cutters. This thesis aims to analyze the relationship between payment for production, intensification of work and overexploitation in the Brazilian sugarcane industry. As a general conclusion, we can prove that there is overexploitation because at the same time that the cane cutters are having an increase in the value of its work force, this increase is not accompanied by a proportional increase in wages, which means that these workers are paid below their value. The analysis is based on field research conducted in two industry in the state of São Paulo and Tavares (Paraiba backlands) - municipality of origin of one of the interviewed sugarcane cutters groups - as well as statistics on the salaries of cane cutters in recent decades
Subject: Salarios e produtividade do trabalho
Condições de trabalho
Trabalhadores rurais - Exploração
Agroindústria canavieira
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Guanais_JulianaBiondi1985-_D.pdf7.78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.