Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281219
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Eucalipto e Mata Atlântica : análise do uso e cobertura da terra e suas conexões biofísicas, políticas e socioeconômicas
Title Alternative: Eucalyptus and Atlantic Forest : analysis of land use and land cover and their environmental, political, and socioeconomic connections
Author: Silva, Ramon Felipe Bicudo da, 1981-
Advisor: Batistella, Mateus, 1963-
Abstract: Resumo: O Vale do Paraíba Paulista é uma região de importância econômica para o Estado de São Paulo. Com população superior a dois milhões de habitantes, concentrada em áreas urbanas (95%), sobretudo nos municípios do eixo rodoviário Presidente Dutra, foi elevada à categoria de Região Metropolitana em 2012. Eixo conector entre São Paulo e Rio de Janeiro, foi uma das primeiras regiões brasileiras a enfrentar profundas mudanças em suas paisagens, resultado dos séculos de colonização. Representante do bioma Mata Atlântica, a região apresentava, em 1962, aproximadamente 225 mil hectares de vegetação florestal nativa, cerca de 16% de sua extensão territorial. Mudanças profundas na economia brasileira, especialmente após os anos 1950, com o Plano Nacional de Metas, o processo de descentralização da indústria em São Paulo e com o projeto nacional de modernização da agricultura, iniciado na década de 1960, trouxeram para a região novos determinantes para as trajetórias futuras do uso e cobertura da terra. O objetivo desta pesquisa foi entender as conexões socioeconômicas e biofísicas do Vale do Paraíba Paulista com o processo de transição florestal. A metodologia para desenvolver a pesquisa incluiu o mapeamento do uso e cobertura da terra (anos de 1985, 1995, 2005 e 2011) por meio de imagens Landsat-5 Thematic Mapper, modelos de análise de mudanças por regressão logística e redes neurais, entrevistas estruturadas e semiestruturadas com stakeholders e aplicação de questionários em noventa propriedades rurais. Foi observado que a cobertura florestal em 2011 alcançou aproximadamente 446 mil hectares, crescimento de 98% em relação a 1962. Esse processo ocorreu majoritariamente sobre áreas de pastagens degradadas (74%) e nas regiões com declividades superiores a 20%. Essa pesquisa indica um processo de transição florestal decorrente do mercado internacional de commodities (polpa de celulose de eucalipto), das políticas públicas para conservação, da diminuição das atividades agropecuárias, do desenvolvimento econômico industrial na região, da participação da sociedade no controle do desmatamento e do estado de escassez florestal no bioma Mata Atlântica

Abstract: The Paraíba Valley is a region of economic importance to the state of São Paulo. With a population of more than two million inhabitants concentrated in urban areas (95%), especially in the municipalities located along the Presidente Dutra highway, it was elevated to a metropolitan region in 2012. Connecting São Paulo and Rio de Janeiro, the Paraíba Valley was one of the first Brazilian regions that faced profound changes in its landscapes, as a result of centuries of colonization. Within the Atlantic Forest biome, the region had about 225 thousand hectares of native forest in 1962, about 16% of its territorial extension. Profound changes in the Brazilian economy, especially after the 1950s, with the National Target Plan, the industry's decentralization process in São Paulo and the national project of agricultural modernization (since the 1960s), brought to the Paraíba Valley a new context, determinant to future land use and land cover trajectories. The objective of this research was to understand the socioeconomic and biophysical connections of the Paraíba Valley with the forest transition process. The research methodology included the mapping of land use and land cover (years 1985, 1995, 2005 and 2011) on Landsat-5 Thematic Mapper imagery, model analysis of change using logistic regression and neural networks, structured and semi-structured interviews with stakeholders, and household survey in ninety farms. We observed that the forest cover in 2011 reached approximately 446 thousand hectares, a net gain of 98% since 1962. This process occurred mostly on degraded pastures (74%) and in areas with slopes greater than 20%. This research indicates a Forest Transition process influenced by the international commodity market (eucalyptus pulp), public policies for conservation, the decrease of agricultural activities, industrial economic development in the region, the society's engagement in controlling deforestation, and the situation of forest scarcity in the Atlantic Forest biome
Subject: Recuperação florestal
Solo - Uso
Mata Atlântica - Brasil
Editor: [s.n.]
Citation: SILVA, Ramon Felipe Bicudo da. Eucalipto e Mata Atlântica: análise do uso e cobertura da terra e suas conexões biofísicas, políticas e socioeconômicas. 2015. 1 recurso online (226 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/281219>. Acesso em: 28 ago. 2018.
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_RamonFelipeBicudoda_D.pdf7.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.