Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281164
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Nomisma, riqueza e valor em Homero, Platão e Aristóteles
Title Alternative: Nomisma, wealth and value in Homer, Plato and Aristotle
Author: Tabosa, Adriana Santos, 1975-
Advisor: Benoit, Alcides Hector Rodriguez, 1951-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa analisa o conceito de riqueza na Grécia antiga em dois aspectos: o primeiro, a riqueza antes do surgimento da moeda stricto sensu; o segundo, a riqueza após o surgimento da moeda. O ponto de partida para essa investigação foi a premissa de que, com o surgimento do dinheiro-moeda, além da crise operada na antiga aristocracia arcaica, fundada na propriedade agrária, tendo por base a economia natural, houve uma modificação profunda na mentalidade da nova classe, invertendo o conceito mesmo de riqueza, devido à substituição das atividades das comunidades agrícolas pelo comércio e ao sistema monetário que se desenvolveu. Para nortear essa investigação foram suscitadas as seguintes hipóteses 1º) Qual é a natureza dos fenômenos monetários na Grécia antiga? 2º) Os signos prémonetários contribuíram para dar forma a uma expressão abstrata do valor? 3º) A definição dos direitos políticos igualitários e da medida abstrata do valor no processo de formação da polis é uma reminiscência do ato de repartir de modo igualitário a carne? 4º) Qual a relação entre riqueza e aret?? 5º) Se a riqueza, como afirma Aristóteles (Et. Nic. IV, 1119b25-26), é tudo aquilo cujo valor é mensurável pelo dinheiro, em que momento a riqueza não se identifica mais com o dinheiro e quando, de fato, o dinheiro é o elemento que mede a riqueza? Em outros termos, quando o dinheiro ultrapassa o limite de simples intermediário nas relações de troca, subvertendo a sua função original de representante da necessidade, tornando-se um fim em si mesmo, produzindo uma transformação profunda da economia e uma modificação da própria definição de riqueza? A primeira parte da pesquisa analisa a presença dos signos pré-monetários e a relação entre propriedade e aret? nos poemas homéricos. Como também analisa a ideia de riqueza e sua relação com a equação tim?-axia-moira. A segunda parte da pesquisa é uma análise sobre as questões referentes à economia presentes na República e nas Leis de Platão e na Política I, 9 e da Ética a Nicômaco V, 5 de Aristóteles. Nessa parte, analisa-se a relação entre nomisma, riqueza e valor e a transformação do conceito de riqueza, a partir do momento em que o dinheiro se converte em um fim em si mesmo, invertendo a ordem do ser e ter, tornando-se um signo exterior de uma ambição desmedida

Abstract: This research analyzes the concept of wealth in ancient Greece in two aspects: the first is the wealth before the coin's emergence; the second one is the wealth after the coin's emergence. The bottom line for this investigation was the assumption that, with the emergence of money-currency, beyond the crisis operated in the old archaic aristocracy, founded on landed property, based on the natural economy, there was a profound change in the new class' mentality, inverting the very concept of wealth, due to the replacement of farming communities' activities by trade and to the monetary system that has been developed. To guide this investigation the following hypotheses were raised: 1º) What is the nature of monetary phenomena in ancient Greece? 2º) The pre-monetary signs contributed to give a form to an Abstract expression of the value? 3º) The definition of egalitarian political rights and of Abstract measure of value in the process of polis' formation is a reminiscence of the act of sharing equitably the flesh? 4) What is the relationship between wealth and aret?? 5) If wealth, as Aristotle says (EN IV, 1119b 25-26), is everything whose value is measurable by money, at what moment the wealth does not identify itself more with the money and when, indeed, money is the element that measures the wealth? In other words, when the money exceeds the limit of simple intermediary in the exchange relations, subverting its original function as representative of necessity, becoming an end in itself, producing a profound transformation of the economy and a change in the own wealth's definition? The first part of the research analyzes the presence of pre-monetary signs and the relation between ownership and aret? in the Homeric poems. And also analyzes the idea of wealth and its relationship with the equation tim?-axia-moira. The second part of the research is an analysis about the issues related to economy present in the Republic and in the Laws of Plato; and in Politics, I, 9 and in Nicomachean Ethics, V, 5 of Aristotle. In this part, it is analyzed the relationship between nomisma, wealth and value, and the transformation of the concept of wealth, from the time the money becomes an end in itself, reversing the order of being and having, becoming an outside sign of a boundless ambition
Subject: Aristóteles
Economia
Homero
Platão
Moeda
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Tabosa_AdrianaSantos_D.pdf2.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.