Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281148
Type: TESE DIGITAL
Title: Halteres e anilhas para autonomia : envelhecimento e corpo no espaço de academias de ginástica em São Paulo
Title Alternative: Dumbbles and weight for autonomy : aging and body in gym academies in São Paulo
Author: Gambarotto, Paola, 1981-
Advisor: Debert, Guita Grin, 1948-
Abstract: Resumo: Essa pesquisa procura compreender a interligação entre envelhecimento e as concepções de corporeidade propostas por especialistas em envelhecimento e cientistas sociais que, muitas vezes, concluem que vivemos no período do culto ao corpo e que o envelhecimento expresso no corpo é sempre sentido como perda individual. Partindo desses pressupostos, propõe-se o estudo da corporeidade em duas academias de ginástica localizadas no município de São Paulo, o que as diferencia é que uma se autodenomina especializada em idosos. As diferentes organizações e propósitos dos espaços traçam diferentes abordagens do envelhecimento e das potencialidades do corpo nessa fase da vida. A inclusão da dimensão etária para análise da corporeidade indica que a vivência do envelhecimento nem sempre é sentida como perda e que muitos idosos são ativos no cuidado de si como forma de se manterem inseridos socialmente, o que se contrapõe à concepção do inevitável declínio, ainda presente em discursos da área da saúde e no senso comum. O autocuidado intensificado nessa fase se insere dentro de transformações nas concepções das etapas de vida, em especial, com a criação da terceira idade que marca uma ressignificação do imaginário do envelhecimento dentro dos campos técnicos e dos próprios indivíduos classificados como idosos. Dentro desse contexto foram utilizados dois eixos analíticos, o social ligado às representações sociais acerca do envelhecimento nesses espaços, e o subjetivo vinculado ao aprendizado do corpo, das relações com suas mudanças numa administração ativa que atribui diferentes significados às mudanças trazidas pelo envelhecimento

Abstract: This dissertation aims to understand the relationship between Aging and a conception of corporeity derived from Body Cult, according to which Aging is converted into a loss felt in terms of individuality. In order to do so, two different Gym Academies located in São Paulo (SP) ¿ one of them focused on elderly people ¿were visited, and their customers and professionals interviewed. Differences of environ design and tender for services imply not only different outlooks on Aging, but a different approach of body potentiality at this specific stage of life as well. The inclusion of Age dimension in corporeity analysis denotes that the experience of Aging is not necessarily felt as a loss; by the contrary, it is quite common elderly people demonstrate active self-care behavior as a means of maintaining social interaction. Both ideas are in contrast to the common-sense conception of Aging as inevitable decline, still present in Healthcare discourse. The intensification of self-care at this stage of life is in the broader context of the making of Aging policy and the redefinition of Aging imagery individually and institutionally taken over. Being so, two analytical axes were employed so as to define what is at stake in the relationship between Aging and the Body Cult conception of corporeity ¿ a social one, related to collective representation of Aging as verified at both settings; and a subjective one, related to body self-experience and how changes brought by Aging are felt by the interviewed in differently administered environments
Subject: Envelhecimento
Corpo
Academias de ginástica - São Paulo, SP
Idosos - Aspectos sociais
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gambarotto_Paola_D.pdf1.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.