Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281089
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Pedofilias = doenças e delitos = Paedophilia: disease and crime
Title Alternative: Paedophilia : disease and crime
Author: Oliveira, Alessandro Jose de, 1973-
Advisor: Piscitelli, Adriana Gracia, 1954-
Abstract: Resumo: Compreender alguns aspectos das relações sexuais entre adultos e crianças nomeadas aqui como Pedofilias consiste no objetivo central desta tese. O uso do plural se deve a um conjunto de visões sobre os desejos e atos sexuais praticados por adultos com crianças. Visões que perpassam os campos médicos, jurídicos, bem como, de alguns sujeitos que se denominam pedófilos. Este estudo está baseado na análise de um conjunto diversificado de materiais, que inclui artigos de especialistas e material colhido numa comunidade de relacionamentos da internet, a comunidade do Orkut: "Pedofilia- Ajuda ao Pedófilo". A principal hipótese desta tese é que os pedófilos da comunidade usam as noções de patologia como o principal mecanismo de redução do efeito causado tanto pelas campanhas sociais e midiáticas a respeito do abuso sexual de crianças nomeado como "crime de pedofilia" como também pelas noções legais e jurídicas que os atingem. Contudo, suas práticas nesse meio virtual também adquirem o caráter de uma luta simbólica contra o estigma que os reduzem a uma condição não humana, adquirindo o caráter de monstro. O argumento central que resgataria a humanidade perdida do pedófilo (devido ao abuso sexual de crianças ¿ o ato monstruoso) consiste exatamente em reforçar a ligação entre pedofilia e patologia. Como se poderá observar a noção de patologia se amalgama ao termo "boylover" (cunhado por uma militância pró-pedofilia) e é utilizado pelos pedófilos da comunidade com o objetivo de expressar novas formas de referenciar os atos e escolhas sexuais de um adulto por um intercurso sexual com uma criança. Assim, enquanto o sentido de patológico envolve uma tentativa de negação do sentido de violência atribuído a este intercurso sexual o termo "boylover" referenda esta mesma doença como uma espécie de sofrimento causado por amar demais crianças. Patologia e militância "boylover" são usados pelos pedófilos da comunidade contra a perseguição da mídia e contra a criminalização do desejo sexual de adultos por crianças

Abstract: The main purpose of this thesis is understand some aspects inherent to the sexual relations between adults and children named as Pedophilias. The plural is justified by the presence of visions related to desires and sexual acts practiced by adults with children. Such visions cross medical and legal domains, as well as people self-identified as pedophiles. This research is based on an analysis of a set of materials, such as specialists ¿articles and a corpus composed by the registration of a community stablished at the ORKUT, called "Pedophilia ¿ Help to the pedophile". My hypothesis is that the pedophiles from this community use pathology notions as a strong mechanism to minimize social and media campaigns against sexual abuse of children named as "pedophilia crime", and also by legal and juridical notions that affect them. However, pedophile practices in the virtual space are also embedded with a symbolic struggle against stigma, which delete their condition as human kind and transform them in monster. To garantee human feelings in subjects who desire and abuse children, the link between pedophilia and pathology is reinforced. The very notion of pathology merges with "boy lover" (the origin came from pro-pedophiles militants). Thus, while pathology sense evolves an attempt to negate the violence inherent to the sexual act practiced by an adult and a child, boylover subscribe this same disease as a kind of suffering provoked by the very act of loving children. Pathology and "boy lover" militancy are used by the pedophiles from the community against media pursuit and against the criminalization of sexual desire played by adults and addressed to children
Subject: Pedofilia
Doenças
Crime
Crime por computador
Vitimas de abuso sexual
Crime sexual
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_AlessandroJosede_D.pdf2.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.