Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281064
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: A dignidade de viver entre iguais = pluralidade e persuasão na ação política em Hannah Arendt
Title Alternative: The dignity of living among equals : plurality and persuasion in Hannah Arendt's political action
Author: Vasconcelos Junior, Luiz Diogo de, 1969-
Advisor: Frateschi, Yara Adario, 1973-
Abstract: Resumo: O presente trabalho tem por objetivo investigar alguns conceitos centrais na obra de Hannah Arendt. Partimos do pressuposto de que a pensadora alemã compreende a esfera política a partir de conceitos mundanos como pluralidade, persuasão e imparcialidade. A investigação discorrerá sobre a posição ocupada por estes conceitos na constituição da esfera política arendtiana: postos no mundo como experiências históricas paradigmáticas, propiciaram o surgimento de uma esfera política a partir do fato de que homens vivem e agem em comum. Particularmente, nos interessa a compreensão arendtiana do lugar ocupado pelo conceito de imparcialidade na realização de uma esfera política orientada para a pluralidade e o significado de sua exigência quando se trata de trazer a público as ações humanas, bem como seus resultados. As principais reivindicações deste trabalho são: para Arendt o mundo se constitui como o resultado da pluralidade humana em meio a uma teia de relações; nesta teia, a imparcialidade não ocorre dissociada da liberdade individual de manifestar os próprios pontos de vista e opiniões, sob risco de uma parcela do mundo se perder no esquecimento. A vida pública implica a disposição de submeter as próprias opiniões, mesmo as tidas como as mais verdadeiras, ao exame dos outros na esfera pública e plural, isto é, submeter as certezas ao modelo do parece-me-que

Abstract: This work aims to investigate some central concepts of Hannah Arendt's work. We assume that the German thinker understands the political sphere from worldly concepts such as plurality, persuasion and impartiality. The investigation will discuss the position occupied by these concepts in the Arendtian constitution of the political sphere: they were put in the world as paradigmatic historical experiences and they provide the basis of a political sphere from the fact that men live and act in common. In particular, we are interested in the Arendtian comprehension of the role played by the concept of impartiality in the realization of a political sphere orientated by the plurality and in the meanings of its requirements when it comes to bring to the public human actions as well as their results. The main demands of this work are: for Arendt the world is constituted as the result of human plurality in the midst of a web of relationships. In this web, impartiality is not dissociated from the individual freedom to express one own views and opinions, under the risk of part of the world being lost in oblivion. The public life implies a willingness to submit one's own opinions, even those regarded as the truest, to the examination of others in the public sphere and plural, i.e., submitting the certainties to the seems to me that model
Subject: Arendt, Hannah, 1906-1975
Filosofia política
Ética
Pluralismo
Persuasão (Retórica)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: VASCONCELOS JUNIOR, Luiz Diogo de. A dignidade de viver entre iguais = pluralidade e persuasão na ação política em Hannah Arendt. 2012. 193 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/281064>. Acesso em: 20 ago. 2018.
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
VasconcelosJunior_LuizDiogode_D.pdf1.84 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.