Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281026
Type: TESE
Title: A influência política dos banqueiros na condução da política monetária brasileira durante o regime de alta inflação (1975-1994)
Title Alternative: The banker's influence on Brazilian monetary policy during the high inflation regime
Author: Kessler, Luiz Carlos de Andrade, 1975-
Advisor: Costa, Valeriano Mendes Ferreira, 1961-
Abstract: Resumo: Este trabalho tem como objetivo evidenciar a influência política do empresariado financeiro na condução da política monetária brasileira. Subsidiado por perspectivas teóricas sobre o Estado, a verificação desta influência foi guiada pelas seguintes abordagens: Elitista, Pluralista, Escolha Racional, Marxista e Neo-institucionalista. Cada qual com suas metodologias próprias, questões e hipóteses subjacentes diferenciadas da questão principal deste trabalho, mas que auxiliaram na sua resolução. Os resultados empíricos dos diversos modelos formulados, de acordo com cada abordagem foram parecidos, problemas de autocorrelação serial devido à má especificação (omissão de variáveis) ou coeficientes de determinação com valores extremamente baixos, evidenciando pouca influência da política na condução da política monetária. Estes resultados embora refutem a hipótese original que os banqueiros têm grande influência na política monetária brasileira, também revelam a dificuldade de se constatar qualquer influência política sobre uma matéria que responde fortemente a eventos conjunturais. Não satisfeito com resultado apresentado pelas abordagens tradicionais, resolveu-se buscar um abordagem mais apropriada à análise política da política econômica, que pudesse novamente evidenciar a pressão política do setor financeiro privado na condução da política monetária. Assim como os outros modelos econométricos testados, o modelo baseado na abordagem de Havrilesky (1995) não apresentou relevância para a relação entre as sinalizações de preferência pelos banqueiros com a taxa de juros. Não obstante, o levantamento dessas sinalizações revelou-se fonte fundamental para a resolução das questões propostas por Wooley (1994) que ajudaram a descrever o processo de pressão política do setor financeiro privado. O histórico das políticas monetárias demonstrou a existência formal e institucional de pressão política por parte SFP, no qual as demandas eram atendidas na medida em que fossem consistentes com a política monetária corrente

Abstract: This work has the purpose to demonstrate the political influence of the financial entrepreneurs in the Brazilian monetary policy administration. Supported by theoretical perspectives on the state, the verification of this influence was guided by the following approaches: Elitist, Pluralist, Rational Choice, Marxist and Neoinstitutionalist. Each with its own methodologies, issues and underlying assumptions different from the main issue of this work, but assisted in their resolution. The empirical results of the various models formulated according to each approach showed similar results, problems of serial autocorrelation due to poor specification (omitted variables) or coefficients of determination with extremely low values, showing little influence of politics on monetary policy administration. Although these results refute the original hypothesis that bankers have a significant influence on monetary policy in Brazil, also reveal the difficulty to find any political influence over the issue that responds strongly to cyclical events. Not satisfied with the result presented by traditional approaches, it was decided to seek a more appropriate approach to the political analysis of economic policy, which could again highlighted the political pressure of the private financial sector in the conduct of monetary policy. Like other econometric models tested, the model-based approach Havrilesky (1995) showed no relevance to the relationship between the signals preferably by private bankers with the interest rate. Nevertheless, the survey revealed these signs up key source for the resolution of the issues proposed by Wooley (1994) that helped to describe the process of political pressure from the private financial sector. The history of monetary policies demonstrated the existence of formal institutional and political pressure by SFP, in which the demands were met to the extent that they were consistent with the current monetary policy
Subject: Conselho Monetário Nacional (Brasil)
Grupo de interesse econômico
Política monetária
Setor privado
Banqueiros
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Kessler_LuizCarlosdeAndrade_D.pdf2.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.