Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/281019
Type: TESE
Title: Trabalhadores em construção = mercado de trabalho, redes sociais e qualificações na construção civil
Title Alternative: Workers in construction : labour market, social networks and qualifications in the construction sector
Author: Costa, Luciano Rodrigues
Advisor: Dwyer, Thomas Patrick, 1952-
Abstract: Resumo: A pesquisa teve como objetivo analisar a natureza das qualificações profissionais, as redes sociais e o mercado de trabalho no setor da Construção Civil, mais especificamente, no subsetor Edificações Habitacionais. Partimos do pressuposto de que o setor é portador de uma especificidade no que diz respeito ao processo de trabalho, marcado por contingências que induzem a uma grande variabilidade, flexibilidade e, sobretudo, a uma descontinuidade do processo produtivo, o que traz como conseqüência uma elevada instabilidade. Tais especificidades se articulam e se alimentam de fluxos particularmente complexos e instáveis de mão-de-obra, as quais se caracterizam por uma lógica de extrema flexibilidade. Levantamos a hipótese de que a execução de trabalho no setor possui uma forte dependência dos saberes de ofício, o que Induz certa autonomia do trabalhador. Tal fato faz com que o setor, visando a uma gestão eficiente e a um controle eficaz sobre o processo de trabalho, desenvolva, paralelamente aos mecanismos institucionalizados do mercado, proteções informais para o estabelecimento de relações de lealdade e de confiança com os trabalhadores. A partir de pesquisas etnográficas de dois canteiros de obras no Brasil e um na França, em uma perspectiva comparativa destacamos: a sociabilidade dos trabalhadores, as formas dos contratos, as redes sociais informais e o cotidiano dos trabalhos. As redes sociais informais se estruturam através de fortes laços de solidariedade nos quais se destacam as relações familiares, as de vizinhança, as de etnia no caso francês, as de identificação comunal (mesma cidade de origem), as de identificação religiosa, enfim, são laços fortes que visam a minimizar os efeitos da enorme vulnerabilidade a que estão submetidos os trabalhadores. Demonstramos que o desenvolvimento dos trabalhos na Construção Civil, subsetor edificações é garantido a partir de estratégias que misturam vínculos pessoais, paternalismo, pagamento por produção em um contexto de transformação vivenciado pelo setor. As relações paternalistas expressam-se tanto nas formas de recrutamento, via redes sociais informais, quanto no processo de aprendizagem e nas remunerações por produtividade. Constatamos também que o processo de racionalização de um dos canteiros, apesar de percebido como positivo pelos trabalhadores, apresenta dificuldades em sua aplicabilidade técnica, fazendo com que a gestão dos trabalhos apresente ainda características similares aos dos canteiros artesanais. Analisamos, por fim, as relações sociais envolvidas no processo de aprendizagem dos ofícios do setor. A partir das observações constatadas em campo, mostramos as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores na aprendizagem e no processo de reconhecimento dos saberes de ofício

Abstract: This thesis aims to analyse the nature of professional qualifications, networks and labour market in the Construction industry and, more specifically in its housing sub-sector. We start with the assumption that the sector has a certain specificity in relation to its work processes, work is marked by contingencies which induce a large degree of variety, flexibility and above all discontinuity in the productive process, one of the consequences of which is instability. These specificities articulate and feed on particularly complex and unstable flows of personnel which are characterised by a logic of extreme flexibility. We formulate the hypothesis that the execution of work in the sector depends greatly on the knowledge of the trade in question, and this produces a degree of autonomy for the workers. This means that the sector, in the search for efficient management and efficacious control of the work process, develops, in parallel with institutionalised market mechanisms, informal protections through the establishment of relations of loyalty and confidence with the workers. On the basis of ethnographic research in two Brazilian and one French construction site, conducted within a comparative perspective, we pay special attention to: the workers' sociability, the forms of contracts, informal social networks and the day-to-day lives of workers. The informal social networks structure themselves through strong links of solidarity in which family, neighbourhood, and (particularly in France) ethnic relations play important roles, to which we add originating from the same city or having the same religion. In other words, strong links serve to minimise the high levels of vulnerability faced by these workers. We demonstrate that the execution of work in the construction industry, and particularly in the housing sub-sector, is guaranteed by strategies which mix personal relations, paternalism, piece working systems in the context of transformation. Paternalist relations are found in the recruitment of workers via informal social networks, as well as in the training system and piecework payments. We discovered that the rationalisation process in one of the sites researched, in spite of being seen as positive by the workers, exhibited technical difficulties with regards implementation, meaning that the management of the labour force still showed characteristics of craftwork. Finally, we analysed the social relations involved in the training process whereby sector-specific skills were learnt. From observations in the field, we showed the difficulties faced by workers both with regards to both training and having their specific skills recognised
Subject: Mercado de trabalho
Qualificações profissionais
Paternalismo
Migração
Vulnerabilidade social
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costa_LucianoRodrigues_D.pdf2.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.