Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/280924
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: A teoria social crítica de Nancy Fraser : necessidade, feminismo e justiça
Title Alternative: The critical social theory of Nancy Fraser : social need, feminism and justice
Author: Silva, Enrico Paternostro Bueno da, 1988
Advisor: Silva, Josué Pereira da, 1951-
Abstract: Resumo: A filósofa política Nancy Fraser destaca-se enquanto importante expoente da Teoria Crítica contemporânea. Conhecida majoriamente por seu debate com Axel Honneth acerca da teoria do reconhecimento, suas formulações legaram importantes contribuições a, no mínimo, três campos do pensamento social: a teoria feminista, a sociologia política dos movimentos sociais e a filosofia da justiça. Visando uma reconstrução e sistematização crítica da evolução teórica da autora, este trabalho considera uma ampla gama de escritos datados de 1980 a 2012. No estudo de uma filósofa que sempre priorizou textos curtos e ensaios publicados em revistas políticas e acadêmicas a grandes sistematizações monográficas, identifica-se dois grandes modelos críticos em torno dos quais orbitam grande quantidade de diagnósticos de época, conceitos críticos e perspectivas emancipatórias. Para tratá-los, é utilizada uma classificação metodológica de sua produção em três blocos temáticos. O primeiro refere-se ao modelo para as "políticas de interpretação das necessidades", que mobiliza conceitos como discurso, democracia, hegemonia, esfera pública, cidadania e necessidade. O segundo trata das concepções teóricas e análises empíricas a respeito da subordinação feminina e das lutas feministas, que atravessam toda a produção da autora; destaca-se aqui o diálogo com as mais variadas correntes do pensamento: Escola de Frankfurt, pós-modernismo, pós-estruturalismo, pragmatismo, teoria do discurso. O terceiro bloco temático, enfim, contempla o modelo para uma teoria crítica da justiça, desenvolvido em estreita conexão com a práxis política dos movimentos sociais; aparecem aqui conceitos como participação paritária, reconhecimento, redistribuição, representação, transnacionalização e estrutura de governança. Não ignorando as oscilações temáticas e conceituais presentes ao longo do percurso filosófico de Fraser, a pesquisa busca compreender as contribuições originais e os inevitáveis limites verificados no pensamento social da autora, tencionando participar da teorização crítica das sociedades contemporâneas e contribuir para a compreensão e superação das injustiças nelas presentes

Abstract: The political philosopher Nancy Fraser is recognized as an important exponent of contemporary Critical Theory. Mainly known for the debate with Axel Honneth about the theory of recognition, her formulations give important contributions to at least three fields of social thought: the feminist theory, the political sociology of social movements and the philosophy of Justice. Aiming at a systematic reconstruction and critique of theoretical evolution of the author, it is considered here a wide range of writings dated from 1980 to 2012. In the study of a philosopher who always prioritized short texts and essays published in academic and political journals to large monographic systematizations, it is possible to identify two major critical models that lead to many diagnosis, critical concepts and emancipatory perspectives. To describe them, I use a methodological classification of her writings in three thematic blocks. The first one is about the "politics of needs interpretation" model, which mobilizes concepts such as discourse, democracy, hegemony, public sphere, citizenship and need. The second is about the theoretical concepts and empirical analyzes regarding the subordination of women and feminist struggles, which is visible through the entire production of the author; here, it is possible to highlight the dialogue among the various theoretic currents: Frankfurt School, post modernism, post structuralism, pragmatism, discourse theory. The third thematic block, finally, brings the model toward a Critical Theory of Justice, proposed in close connection with the political praxis of social movements; here are developed concepts as participatory parity, recognition, redistribution, representation, transnationalization and structure of governance. Considering the thematic and conceptual oscillations along Fraser's philosophical course, the research seeks to understand the original contributions and inevitable limits observed in her social thought, intending to participate in the critical theory of contemporary societies and to contribute to understanding and overcoming the injustices present in them
Subject: Teoria crítica
Justiça social - Filosofia
Necessidade (Filosofia)
Feminismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_EnricoPaternostroBuenoda_M.pdf2.14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.