Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/280756
Type: TESE
Title: Rio Claro e as oficinas da Companhia Paulista de Estrada de Ferro : trabalho e vida operaria, 1930-1940
Author: Garcia, Liliana Bueno dos Reis
Advisor: Hall, Michael M. (Michael McDonald), 1941-
Hall, Michael MacDonald, 1941-
Abstract: Resumo: O objetivo deste estudo está fundamentado na organização do trabalho nas oficinas da Companhia Paulista de Estrada de Ferro, localizada na cidade de Rio Claro, Estado de São Paulo, nas décadas de 1930-1940. Visa o resgate da implantação pela ferrovia, já a partir de 1928, com a Reforma Administrativa, dos métodos de racionalização fundados nos princípios tayloristas de organização do trabalho. Esta reconstituição foi obtida através dos depoimentos dados pelos ferroviários e o que vai emergir é a forma como se encontra organizado o trabalho e a vida operária dentro de uma indústria metalúrgica inserida no contexto da ferrovia. A história que emerge é a história da vida e do trabalho dos ferroviários, ao se submeterem às normas rígidas de controle e opressão. Estas surgem em defesa da margem de eficiência e de organização espelhada pela ferrovia no período analisado. O resultado é a aceitação das normas disciplinares e o desenvolvimento de um sentimento arraigado pela ferrovia: o orgulho de pertencer à mesma e de ser ferroviário. A ideologia do trabalho, incutida pela Companhia Paulista de Estrada de Ferro nos ferroviários, foi tão intensa que chegou a moldar-lhes a visão de mundo, resultando em indivíduos que pouco fizeram para reverter essa situação. Entretanto, através de seu silêncio, eles manifestaram seus ressentimentos contra a opressão das normas, mostrando sua resistência em seus atos e em suas falas. O seu universo foi, porém, o mundo do trabalho e do engrandecimento da ferrovia. Nessa reconstituição vieram à tona vários elementos: o café, a ferrovia e o papel de ambos para o desenvolvimento da cidade de Rio Claro como centro urbano e ferroviário, chegando inclusive a ser conhecida como a "cidade ferroviária". Estes elementos são de suma importância, pois deram o suporte necessário para que as oficinas da Companhia Paulista alcançassem, nas décadas de 30 e 40, uma importância significativa, desenvolvendo e implantando a racionalidade capitalista via princípios tayloristas de administração cientifica.

Abstract: The objective of this work is based on a study of the work organization in the Companhia Paulista de Estrada de Ferro located in the city of Rio Claro, state of São Paulo, in the decade of 1930-1940. It's aim is the recovery of the implantation by the railroad, with the Administration Reform after 1928, of the racionalization methods founded on the taylorist principles of work organization. This reconstitution was obtained through statements given by railroad workers. What is going to emerge is the form in which work is presently organized in the life of workers within a metalworker's industry inserted in the railroad context. The story that emerges is the history of the life and work of the railroad workman as submitted to rigid norms of control and oppression. These norms arise in defense of the margin of efficiency and of organization mirrored by the railroad in the period analysed. The result was a complete acceptance of the disciplinary norms and the development of an ingrained feeling for the railroad, as well as a feeling of pride belonging to it and of being a railroad worker. The ideology of work impressed upon the workers by the Companhia Paulista de Estrada de Ferro was so intense that it molded the world vision of its workers. As a result, they became depoliticized individuaIs who did nothing to turn around this situation. However, through their silence, they manifest their resentment against the oppression of the rules, showing ways of resistance in their acts and statements. The world of the worker is the world of work and of making the railroad company powerful and famous. In this historical reconstruction, several elements come to the surface: coffee, railroad and the role of both in the development of the city of Rio Claro as an urban and railroad center. It even become known as the "railroad city". These elements are of great importance because they gave the necessary support for the Companhia Paulista de Estrada de Ferro to reach a significant importance in the 1930s and 1940s, developing and implanting the capitalist rationale by Taylorist principles of scientific administration.
Subject: Ferrovias - Empregados - Rio Claro(SP) - Aspectos sociais - 1930-1940
Ferrovias - Empregados - História
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1992
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Garcia_LilianaBuenodosReis_D.pdf10.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.