Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/280741
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Sob as vestes de Sertão Veredas, o Gerais = 'Mexer com criação' no Sertão do IBAMA
Title Alternative: Under the attire of Sertão Veredas, the Gerais : 'Mexer com criação' in the Sertão do IBAMA
Author: Andriolli, Carmen Silvia
Advisor: Almeida, Mauro William Barbosa de, 1950-
Abstract: Resumo: O fulcro desta tese é desvelar as transformações nos usos do território que compuseram 'o Gerais' em Sertão do IBAMA, como nomeio a nova territorialização. Para tanto, apresento a etnografia realizada com o vaqueiro Samuel Borges do Santos, mais conhecido como Samu, no noroeste mineiro, onde foi implantado o Parque Nacional Grande Sertão Veredas. Busco como ponto de partida desta travessia etnográfica responder à seguinte questão: como descrever a dinâmica da relação entre Samu e os gestores do parque, sobre o uso da terra, da forma como é vivida pelo vaqueiro? Samu, como protagonista dessa etnografia, justifica-se por ser ele figura emblemática das transformações ocorridas naquele território: num primeiro momento como agregado de uma fazenda pecuarista, posteriormente proprietário de terra e, atualmente, morador de parque. Diante desse cenário, várias foram as temporalidades descortinadas pelo vaqueiro - temporalidades que se apresentaram imbricadas. A partir do cruzamento dessas temporalidades, desvelou-se um modo de vida regido por uma ética camponesa, bem como o valor econômico e social do 'mexer com criação', que se encerra na homologia entre o vaqueiro e o gado bovino e eqüino. Os tempos de outrora em seu entrelaço com os novos tempos trouxe à luz, ainda, a transferência do modelo de relação que Samu desenvolvia com seus patrões para a sua relação com o IBAMA, como forma de resistência para se manter junto à terra, a despeito das vestes apertadas que revestem 'o Gerais'

Abstract: The fulcrum of this thesis is to uncover the changes in the territory that formerly composed formely the 'Gerais' and which became the "Sertão do IBAMA", which is how I call the new territoriality. To this end, I present the ethnography of Samuel Borges dos Santos, a cowherd known as Samu. As the starting point of this ethnographic journey I seek to answer the following question: How to describe the dynamics in the relationship between Samu and the Park managers and their distinct ways of using the land, and how is this relationship experienced by the cowherd? Samu is the protagonist of this ethnography, since he is emblematic of the changes that affected the country: first, as a sharecropper in a cattle farm, then as a landowner, and currently as a Park resident. Against this background, Borges narrative has shown several intertwoven temporalities. The intersection of these temporalities has unveiled a way of life ruled by a peasant ethics as as well as the economic and social values attached to "dealing with cattle" (mexer com criação). These values can be seen in the relationship between the cowherd and the cattle. The old days, in his intertwining with the new times, have also brought to light the transfer of the relationship model that ruled Samu's relationship with his old bosses into his new relationship towards IBAMA. We see this transfer as a form of resistance through which Samu tries to stay in the backlands despite the tight Park clothes that now constrain the 'Gerais'
Subject: Parque Nacional Grande Sertão Veredas (MG e BA) - Preservação
Pecuaria - Brasil
Territorialidade humana
Tempo
Camponeses - Brasil
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Andriolli_CarmenSilvia_D.pdf10.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.