Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/280585
Type: TESE
Title: Cenas de parto e políticas do corpo = uma etnografia de práticas femininas de parto humanizado
Title Alternative: Scenes of childbirth and the body politics : an ethnography of female humanized birth practices
Author: Carneiro, Rosamaria Giatti, 1978-
Advisor: Rago, Luzia Margareth, 1948-
Abstract: Resumo: Esta etnografia aborda práticas femininas de parto humanizado dos anos 2000, a partir de dois grupos de preparo para o parto em São Paulo, Brasil. Em tempos de recorde de cesáreas, um conjunto de mulheres tem optado por dar à luz da maneira "mais natural possível", prezando por suas sensações e suas emoções, em nome de um "parto que seja todo seu". Partindo do pressuposto de que o parto não é somente um ato médico e fisiológico, essas mulheres têm procurado escapar das rotinas de sua aceleração, no encalço do que consideram ser um enriquecimento de suas experiências de parturição. Dotadas desse desejo, parecem tecer outras concepções de saúde, de dor e de risco e, assim, criar outras políticas do corpo que pare. Diante disso, problematizo a presença de outros modos de subjetivação femininos a partir desse universo, no qual parece haver um outro corpo de mulher e uma outra figura de mãe, não mais edificados nas rígidas acepções modernas, criando, com isso, situações temáticas para o diálogo entre feministas e adeptas do parir diferentemente

Abstract: This ethnography focuses on female humanized labor practices of the 2000s, from two groups of preparation for childbirth in Sao Paulo, Brazil. In times of record of cesarean sections, a group of women have chosen to give birth the "most natural" way, tied by their feelings and emotions in the name of a "delivery that is all yours." Assuming that labor is not only a medical, physiological, these women have sought escaping from the routines of its acceleration in pursuit of what they consider to be an enrichment of their experience of childbirth. Equipped with this desire, seem to make other conceptions of health, pain and risk, and thus create other political body to stop. Thus, I question the presence of other female subjectivity modes from this universe, which appears to be another woman's body and another mother figure, no longer built on rigid modern meanings, creating thereby conditions for the thematic dialogue between feminists and adept at giving birth differently
Subject: Parto humanizado
Corpo
Sexualidade
Subjetividade
Feminismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Carneiro_RosamariaGiatti_D.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.