Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/280556
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Doença mental e liberdade : a problematização da etica em Historia da loucura
Author: Noronha, Nelson Matos de
Advisor: Orlandi, Luiz Benedicto Lacerda, 1936-
Abstract: Resumo: Trata-se, aqui, de explicitaro eixo de problematização da ética no livroHistóriada loucura na Idade Clássica, do filósofo francês contemporâneo Michel Foucault. Acredito que, desde esse que foi o seu primeiro grande livro a ser reconhecido como tal por seus pares, já se pode encontrar o ceme dos problemas que Foucault abordará ao longo de sua trajetória intelectual. Procuro mostrar que a questão essencial de suas problematizações é a relação do homem consigo mesmo, com o mundo,a verdade e o Outro. Para tanto, analisei alguns textos de Politzere de Canguilhem para relembrar as questões em torno das quais o pensamento de Foucault dava os primeiros passos para florescer em sua agudeza original. Em seguida, faço uma pequena reconstituição de História da loucura para enfatizar o papel determinante das questões éticas na argumentação de Foucault. A partir destas questões, revela-se uma proximidade muito significativa entre esse livro e a Antropologia de Kant; proximidade que parece ter sido o motor de um exaustivo debate entre os pensadores franceses de nosso século. Na conclusão, fiz uma comparação entre o tipo de problema atacado por Foucault em História da loucura e o que tem organizado a história da psiquiatria,tal como esta é vista pelos próprios psiquiatras. O resultado dessa comparação é a constatação de que a pesquisa de Foucault tem em vista a compreensão dos sedimentos do saber psiquiátrico em um nível anterior ao da epistemologia; nivel no qual o saber ainda é uma interrogação nascida do espanto que se dá na ocasião em que o homem se vê frente à frente com a verdade - a verdade do mundo e a sua própria verdade, aquela que o faz se reconhecer, se justificarou se alienar no Outro que é ele mesmo

Abstract: In this work, I try to make clear the axe of 'problematisation' of the ethics on the book Historv of the madness on the classic age. writed by the contemporary french philosopher Michel Foucault. I think the central problem approached by him in the curse of his intellectual trajectory existes since the first great book admitted like that by his pairs. I try to prove the essential question of his ' problematisations ' is the man's report wíth himselt wíth the world, with the truth and the Other. To make this, I examine some texts of Polítzer and Canguilhem to remember the questions sourronded by Foucault in his firsts steps to make flower his penetrating and originals ideas. After that, I reconstitute a litte of Historv of madness to accentuate the importance determining of the ethics questions on the Foucault's line of arguments. From this questions, we discover a significant proximíty between the Foucaul's book and the Anthropology of Kant. Proximíty which looks like to be the motor of an exhaustíve disputation of the frenchs thinkers of our century. In the conclusion, I compare the kind of problems approached by Foucault in the Historv of madness and those that organise the psychiatry's history as ít is aim for the psychiatrysts themselves. Result: we determine the Foucault's researches have in sight to comprehend the sediments of the psychiatry's knowledge upon a level more profound than that one of the philosophy of science; level where the kowledge is still a question bomed from the man's surprise facing the truth - that one belong to the world and to the man too. That one which makes the man to aknowledge himself, justify himself or alienate himself in the Other who is himself too
Subject: Foucault, Michel, 1926-1984
Loucura
Ética
Libertinagem
Loucura - História
Liberdade
Filosofia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Noronha_NelsonMatosde_D.pdf22.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.