Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/280345
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Disseram que voltei americanizado : relações sindicais Brasil - Estados Unidos durante a Ditadura Civil-Militar (1964-1978)
Title Alternative: Brazilian and American Labor Relations under the Civil-Military Dictatorship (1964-1978)
Author: Correa, Larissa Rosa, 1979-
Advisor: Silva, Fernando Teixeira da, 1963-
Abstract: Resumo: Este estudo analisa o papel do sindicalismo norte-americano no Brasil durante o período da Ditadura Civil-Militar, por meio das atividades realizadas pelo Instituto Americano para o Desenvolvimento do Sindicalismo Livre (IADESIL) e do Instituto Cultural do Trabalho (ICT), entidades financiadas pelo governo estadunidense, pela AFL-CIO e grandes corporações norte-americanas. A pesquisa observa as ações dos sindicalistas norteamericanos voltadas para o desenvolvimento de projetos sociais e educativos na área do mundo do trabalho, incluindo os programas de intercâmbio para os Estados Unidos, interpretando-as como estratégias para implantação do chamado sindicalismo "livre e democrático" e a contenção do comunismo no Brasil. Uma das principais questões deste estudo é compreender os motivos que levaram o regime militar, mesmo no período de maior alinhamento com os interesses dos Estados Unidos, a não adotar o modelo contratualista de regulamentação trabalhista norte-americano. Para tanto, serão analisadas as relações entre os sindicalistas brasileiros e norte-americanos por meio das atividades educacionais conduzidas pelo IADESIL e o ICT, bem como a política trabalhista formulada pelos diferentes governos militares. Ao observar o desenvolvimento do programa Aliança para o Progresso na área sindical no Brasil, este estudo chama a atenção para a complexidade das relações transnacionais ocorridas durante a Guerra Fria. Nesse sentido, as ações dos sindicalistas e autoridades civis e militares brasileiras são consideradas fundamentais para compreender as relações sindicais entre Brasil e Estados Unidos entre os anos de 1964 e 1978. Não menos importante é compreender os motivos que levaram o IADESIL a diminuir suas ações no movimento sindical brasileiro a partir dos anos 1970. Por fim, deve-se enfatizar que a análise do sindicalismo norte-americano no Brasil, no apogeu da Guerra Fria, representa um importante estudo de caso que expõe as contradições, os limites e os desafios da política sindical internacional da AFL-CIO naquele período

Abstract: This study aims to analyze the role of the American trade unionism in Brazil under the Civil-Military Dictatorship. The dissertation focuses on the activities of the American Institute for Free Labor Development (AIFLD), funded by the U.S. government, the AFLCIO, and U.S. employers. The analysis will point out how the Americans unionists created labor programs that I understand as a way to promote the so called "free and democratic" unionism and to combat Communism in Brazil. Accordingly, I question why the military regime, even during the high point of its alliance with the U.S. state, decided not to adopt the American contractualist labor relations system. To this end, I will analyze relations between Brazilian and American trade unions through the educational activities conduct by the AIFLD. Nevertheless, in observing the projects of the Alliance for Progress related to Brazilian unionism, I emphasize the complexity of transnational relations during the Cold War, focusing on the actions of the Brazilian government and local trade unionists which I consider to be essential in the implementation of American trade union programs in the country. Last but not least, the study seeks to understand the causes that made the AFL-CIO retreat its project in the country in the 1970s. The examination of the U.S. trade-unionism in Brazil during the heydays of the Cold War in Latin America seems to be an interesting case study of the contradictions of the AFL-CIO's international policy during that period
Subject: Sindicalismo - Brasil
Corporativismo
Negociação coletiva do trabalho
Guerra fria
Brasil - História - 1964-1985
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CORREA, Larissa Rosa. Disseram que voltei americanizado: relações sindicais Brasil - Estados Unidos durante a Ditadura Civil-Militar (1964-1978). 2013. 353 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/280345>. Acesso em: 22 ago. 2018.
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Correa_LarissaRosa_D.pdf2.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.