Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/279828
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Carcere publico : processos de exotização entre imigrantes brasileiros no Porto, Portugal
Author: Machado, Igor Jose de Reno
Advisor: Feldman, Bela
Feldman-Bianco, Bela
Abstract: Resumo: O trabalho tem como objetivo entender o cotidiano de imigrantes brasileiros de classe baixa na cidade do Porto, Portugal, marcado por processos de exotização da identidade brasileira. A exotização é vista na forma como os brasileiros assumem as representações que fazem deles personagens alegres, simpáticas, sensuais e malandras. A análise tentou compreender a organização dos circuitos de troca e solidariedade da "comunidade brasileira" no Porto e de como tais processos de exotização são constitutivos das identidades dos imigrantes, invariavelmente marcadas pela exacerbação dos estereótipos. A exotização é induzida, mas também é produzida ativamente pelos brasileiros. Uma das conseqüências dessa ação é a inversão de ordens raciais entre os imigrantes no Porto. Os principais líderes nas disputas de poder entre os brasileiros são aqueles que mais se encaixam nas imagens estereotipadas presentes em Portugal sobre o brasileiro. Dessa forma, tomam-se mais influentes politicamente, pois vivem conforme as determinações dos estereótipos correntes. A busca de centralidade é o que conforma as redes de sociabilidade e as disputas de poder entre os brasileiros. Para explicar essas dinâmicas de exotização e centralidade, procurei articular uma outra noção de identidade, para assim indicar minha preocupação com o valor da diferença na fase atual do capitalismo, ao invés da construção da diferença per se. Através desse estudo de caso sobre a experiência dos brasileiros no Porto, defendo a idéia de que a identidade-para-o-mercado, ou seja, a mercantilização das identidades, é uma forma de produção de subjetividades possível apenas sob o regime atual de acumulação do capital

Abstract: This case study aims at understanding the reconstruction of a national identity based on the exacerbation of exotic traits in the everyday life of lower c1ass Brazilian immigrants in the city of Porto, Portugal. The analysis brings to light the processes by which these immigrants try to fit into the prevailing stereotypes in Portugal about Brazilians as an "exotic people": "happy', "nice', "sensual" and scoundrel. These exotic traits are induced to, and at the same time, actively produced by them. Given the differing forms of c1assifying otherness in Brazil and Portugal, the end result is an inversion of the racial orders. This inversion enables non-white immigrants - who have tended to confront discrimination in Brazil - to take advantage of the Portuguese racial hierarchy and attain leadership positions in the networks of exchanges and solidarity formed within the so- called "Brazilian community". Hence, the main leaders involved in the power contests are those who suit better the existing stereotypes in Portugal about Brazil and Brazilians. In order to explain the dynamics between the formation of "exotic" identities and centrality, I suggest a notion of identity that takes into account the commodity value of difference rather than the construction of difference per se. Based on this case study on the Brazilians in the city of Porto, largue that this notion of an identity-for- the market - that is to say, identity as a commodity- emerges as a form of production of subjectivities in this era of flexible capital accumulation
Subject: Brasileiros - Portugal
Identidade
Relações sociais
Imigrantes - Portugal
Antropologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Machado_IgorJosedeReno_D.pdf17.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.