Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/279625
Type: TESE DIGITAL
Title: A discrepância entre a fecundidade desejada e a fecundidade concretizada enquanto uma questão de gênero
Title Alternative: The discrepancy between desired fertility and materialized fertility as a gender issue
Author: Díaz González, María Encina, 1988-
Advisor: Marcondes, Glaucia dos Santos, 1974-
Abstract: Resumo: O objetivo principal desse estudo é refletir sobre os elementos que ajudam no entendimento da concretização, satisfatória ou não, das preferências reprodutivas das mulheres brasileiras de 40 a 49 anos, e, mais especificamente, identificar os possíveis constrangimentos que intervém entre aquelas mulheres que não conseguem atingir a fecundidade desejada. Nessa análise se inclui um enfoque de gênero para aprofundar no entendimento dessa discrepância. O estudo operacionaliza a discrepância entre fecundidade desejada e fecundidade materializada, distribuindo as mulheres analisadas em três categorias: as mulheres que não tem discrepância, aquelas mulheres que tiveram mais filhos do que o declarado ideal ¿ as discrepantes por excesso - e as mulheres que tiveram menos filhos do que o declarado ideal, ou seja, as discrepantes por falta. Os dados são provenientes da pesquisa DHS de 1996 e da PNDS 2006, explorando através de um conjunto de variáveis sociodemográficas, o perfil das mulheres e a concretização das suas preferências reprodutivas para os anos de 1996 e 2006, tendo como foco principal aquelas mulheres que são discrepantes por falta. Pode-se destacar de modo geral entre os achados que a discrepância por falta relativamente se apresenta mais entre as mulheres residentes em áreas urbanas, das Regiões Sul e Sudeste, entre as mais escolarizadas, as que não possuem filhos ou têm apenas um filho. Entre as mulheres com companheiro destaca-se a importância que a preferência reprodutiva do parceiro tem para a condição de concretização da preferência reprodutiva feminina

Abstract: The purpose of this study is to explore social dimensions that help us to understand the context in which Brazilian women aged between 40 to 49 years implemented their reproductive preferences. It aims to identify possible constraints from a gender perspective analysis to deepen the understanding of discrepancies between reproductive preferences and observed fertility. The discrepancies between desired fertility and materialized fertility were classified into three categories: women without discrepancy, women have more children than their ideal ¿ discrepant excess-fertility ¿ and women who had less children than their ideal - discrepant lack-fertility. Exploring a set of sociodemographic variables from DHS 1996 and PNDS 2006 was analyzed the profile of women and the implementation of their reproductive preferences in the period, with focus on women with discrepancy due to lack. The results indicate that women who are more prone to discrepancy due to lack live in urban areas, in the South and Southeast regions, have high levels of educational attainment and are childless or have one child. About women who are in conjugal union, the results show the partner's reproductive preferences affect the implementation of the women¿s reproductive preferences
Subject: Mulheres
Fertilidade
Direitos reprodutivos
Relações de gênero
Demografia da família
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
DiazGonzalez_MariaEncina_M.pdf1.7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.