Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/279433
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: O tombamento do "Casarão da Barragem" e as representações da favela em Belo Horizonte
Title Alternative: "Casarão da Barragem" monumentalization process and favela's representation in Belo Horizonte
Author: Pereira, Josemeire Alves, 1978-
Advisor: Rubino, Silvana, 1959-
Rubino, Silvana Barbosa, 1959-
Abstract: Resumo: O "Casarão da Barragem Santa Lúcia", uma edificação construída no século XIX, foi tombado pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte, em 1992, a pedido dos moradores da favela onde está situado - o Aglomerado Santa Lúcia. Considerado um caso singular, à época, por ter se originado de um pedido da comunidade, o tombamento ocorreu no momento em que as políticas públicas municipais de preservação estavam em plena consolidação, frente a um acelerado processo de renovação urbana, que ameaçava a existência de prédios antigos, evocados por alguns grupos como signos da memória coletiva local. O "Casarão", cujas características arquitetônicas remetem aos primórdios da história da cidade, passava a ser reapropriado pelos moradores do Aglomerado, que reivindicavam, além do tombamento, sua transformação em um centro cultural. Este acontecimento torna-se emblemático por enunciar uma reflexão cara à trajetória das relações entre as favelas e o poder público, em Belo Horizonte: afinal, quais os sentidos de se transformar em "bem cultural" e patrimônio da cidade, uma construção que remete também à memória de uma favela - essa forma de inserção no espaço urbano considerada, historicamente, pela administração municipal, um dos maiores problemas urbanos e sociais, um "quisto" a ser "extirpado do tecido urbano"? Partindo desta questão, a pesquisa discute as representações construídas sobre as favelas, em Belo Horizonte, em momentos distintos da história da cidade. A análise empreendida a partir de documentação administrativa, entrevistas e da legislação que orienta as políticas urbanas, bem como as que dizem respeito à preservação do patrimônio, apresenta a memória como campo fértil de disputas pela construção de novas representações da favela, sendo mobilizada pelos moradores do Aglomerado Santa Lúcia, a partir dos anos 1990, como elemento importante, na luta pelo direito à cidade

Abstract: "Casarão da Barragem Santa Lúcia" was built in the nineteenth century. It had been declared as a monument by the Cultural Heritage Council of Belo Horizonte (Minas Gerais - Brazil) in 1992. That was considered a single case since it originated from a favela community request. This event becomes emblematic by setting out a new element in the history of relationships between the government and the slums population in the city: after all, what are the senses to monumentalize a build that is symbol of a space historically rejected by society? On this issue, the research discusses the representations on favelas in Belo Horizonte, at different moments, by both the municipal government and the favela residents. The analysis undertaken from administrative documents, interviews and urban and heritage preservation legislation suggest that favelas memory is a fertile ground to building new favela?s social representations, for the right to exist symbolically and effectively in the city
Subject: Favelas - Belo Horizonte
Representações sociais
Memória
Aglomerado Santa Lúcia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: PEREIRA, Josemeire Alves. O tombamento do "Casarão da Barragem" e as representações da favela em Belo Horizonte. 2012. 224 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/279433>. Acesso em: 20 ago. 2018.
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_JosemeireAlves_M.pdf3.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.