Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/279322
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: A soberania no De Cive de Thomas Hobbes
Author: Queiroz, Mariana Amaral
Advisor: Romano, Roberto, 1946-
Silva, Roberto Romano da, 1946-
Abstract: Resumo: A filosofia política de Thomas Hobbes é nosso ponto de partida para uma análise do conceito de soberania. Da forma como se encontra descrita nas obras políticas do autor, como o poder supremo e absoluto, a soberania tomou-se o cerne da concepção moderna de Estado. Por outro lado, a teoria da soberania de Hobbes continua, nos dias de hoje, a suscitar considerações de grande relevância política, e. g., reflexões sobre democracia, sobre legitimidade, e outros ternas. Buscamos neste trabalho, em primeiro lugar, assinalar alguns aspectos originais da teoria política de Hobbes e descrever, brevemente, o seu lugar na história do pensamento político. Em seguida, tendo por referência o De Cive, procuramos reconstituir os argumentos que o levaram a postular a necessidade de um poder absoluto como condição formal para a existência da própria comunidade política. Para tanto, retomamos os fundamentos de sua civil science, observando, também, como nela é engendrado o conceito de soberania. Os princípios da teoria política de Hobbes, de acordo com ele próprio, devem ser extraídos da natureza do homem. Pretendemos mostrar nesta dissertação, que esses fundamentos são, para o autor, a razão e o interesse próprio, e que o entendimento do significado desses fundamentos é essencial para a compreensão do conceito de Commonwealth. Outra questão que pretendemos abordar em profundidade concerne à noção de pacto, urna vez que a idéia de soberania está intimamente ligada em Hobbes à uma concepção peculiar dessa noção teórica. Em virtude disso, foi possível tecer algumas considerações sobre as presumidas tendências autoritárias do autor, e sobre a sua concepção secular da política. Tais questões são inevitáveis quando se examina em profundidade os fundamentos sobre os quais Hobbes edifica a sua teoria soberania

Abstract: Thomas Hobbes's Philosophy of Politics is our prior concern here since we intend to analyze the concept of sovereignty. Described in his political system as the absolute and supreme power within civil society, that concept became the core of the Modern State Theory. From another standpoint, Hobbes's view on sovereignty also contributes nowadays to discuss great issues on Politics such as democracy and legitimacy of power. Our aim here is, first, to present some considerations about Hobbes's remarkable political enterprise, showing some of its oddities to the politics of his own day and briefly describing its place in the History of Political Thought. Second, based on the theory presented in De Cive, we try to exhibit the arguments that lead the author to state an absolute power as a formal condition to any political community. Two things must be considered in order to accomplish our account of the theory: its basis, and how it begets the abstract idea of a sovereign power. According to Hobbes, the tenets of his political theory are to befound in man 's nature. As we try to show here, they are defined as reason and self-interest. lt is a fundamental task to comprehend the meaning of those principies, since we wish to understand what kind of Commonwealth Hobbes establishes in his political science. Another point to be stressed is Hobbes's notion of covenant. For his idea of Sovereignty strongly depends on this theoretic device. Furthermore, we draw from his particular conception of sovereignty some conc/usions about Hobbes's vigorously authoritarian position, and issues concern the secularism of his political theory, among several other topics
Subject: Hobbes, Thomas, 1588-1679
Soberania
Estado
Filosofia moderna
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Queiroz_MarianaAmaral_M.pdf13.05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.