Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/279266
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Terceirizar, flexibilizar, precarizar = um estudo crítico sobre a terceirização do trabalho
Title Alternative: Flexibilization and precarization of labour force : a critical study about the labour outsourcing phenomenon
Author: Jorge, Heber Rebouças
Advisor: Antunes, Ricardo, 1953-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa teve como objetivo empreender um estudo crítico sobre o fenômeno da terceirização do trabalho; devido a sua amplitude, isto é, a velocidade, em escala global e nas últimas décadas, com que veio difundindo-se nos mais variados setores de atividades, tanto na esfera pública quanto na esfera privada; porque deixou de ser realizada apenas nos serviços de apoio para atingir as atividades centrais das empresas; e porque trouxe conseqüências políticas importantes, isto é, do enfraquecimento dos laços de solidariedade entre os trabalhadores (efetivos e terceirizados) a fragilidade de suas representações e práticas sindicais. Para tanto, e sob a luz das transformações ocorridas no mundo do trabalho (das quais a reestruturação produtiva e o programa neoliberal são expressão), apresentamos, entre outros, a origem deste novo (e, ao mesmo tempo, velho) fenômeno; as suas principais formas e os seus desdobramentos no cenário brasileiro; a intrínseca relação com a flexibilização e a precarização do trabalho; os aspectos jurídicos e as leis que permitem tal prática; e, por fim, a terceirização enquanto estratégia fundamental do capital, pois ao mesmo tempo em que possibilita ganhos expressivos em lucratividade (e/ou redução de custos, frente a este cenário), a mesma permite aos capitalistas um maior controle sobre a força de trabalho

Abstract: This research aimed to undertake a study on the phenomenon of labour outsourcing due to the speed and amplitude it reached on recent decades. It has spread fastly among various sectors of activities, on a global scale, both within the public and private domains. And it also ceased to be performed only in support services, reaching the enterprises core activities. The labour outsourcing has important political consequences: the weakening of the bonds of solidarity among workers (both between workers hired directly by the enterprise and those outsourced) and of their representations and union practices. In light of the changes occurring in the world of work (including the restructuring of production and the neoliberal program), we present the origin of this new (and at the same time old) phenomenon, its main forms, and their consequences on the Brazilian context. We also present the intrinsic relation between flexibility and precariousness of work; legal aspects that allows this practices and, last but not least, we state that the phenomenon is a key strategy of capital. With that we mean that by enabling significant gains in profitability (and/or reducing costs), the labour outsourcing allows the capitalists to have a greater control over the workforce
Subject: Terceirização
Neoliberalismo
Toyotismo
Trabalho
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Jorge_HeberReboucas_M.pdf811.89 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.