Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/27919
Type: Artigo de periódico
Title: Resolução temporal: desempenho de escolares no teste GIN - Gaps-in-noise
Title Alternative: Temporal resolution: performance of school-aged children in the GIN - Gaps-in-noise test
Author: Amaral, Maria Isabel Ramos do
Colella-Santos, Maria Francisca
Abstract: Time resolution hearing skill is the minimum time necessary to solve acoustic events, which is fundamental for speech understanding, and which may be assessed by gap-detection tests, such as the Gaps-in-noise test (GIN). AIM: the purpose of this study was to verify the performance of time processing ability in children with no hearing and/or education difficulties by applying the GIN test in both genders and ages from 8 to 10 years. STUDY DESIGN: a prospective cross-sectional contemporary cohort. MATERIAL AND METHOD: The GIN test was applied to 75 school-aged children separated into three groups by age. RESULTS: The findings showed no statistical differences among age groups or ears. Males had slightly better responses than females on the percentage of correct responses only. CONCLUSION: The gap threshold and percentage of correct responses were calculated regardless of the ear, gender or age, and were respectively 4.7ms and 73.6%. Based on a 95% confidence interval, the cut-off criterion for normal and abnormal performance was 6.1ms for the mean gap detection threshold and 60% for the percentage of correct responses.
A habilidade auditiva denominada resolução temporal consiste no tempo mínimo necessário para resolver eventos acústicos, sendo fundamental para a compreensão de fala, e pode ser avaliada por testes de detecção de gaps, dentre eles o teste GIN - Gaps In Noise. OBJETIVO: Verificar o desempenho da resolução temporal em crianças sem queixas auditivas e/ou dificuldades escolares, no teste GIN, considerando-se o gênero masculino e feminino e a faixa etária de 8, 9 e 10 anos. FORMA DO ESTUDO: Coorte contemporânea com corte transversal prospectivo. MATERIAL E MÉTODO: O teste GIN foi aplicado em 75 escolares, reunidos em três grupos por faixa etária. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças significantes em relação às variáveis orelha e faixa etária. O gênero masculino obteve desempenho levemente melhor do que o feminino em relação apenas à porcentagem de acertos. CONCLUSÃO: A média do limiar de detecção de gaps e porcentagem de acertos foram calculados independente das variáveis orelha, gênero e faixa etária, sendo encontrados os valores de 4,7ms e 73,6%. Baseado no critério de intervalo de confiança 95% como corte para normalidade, os valores do limiar de detecção de gap e porcentagem de acertos foram 6,1ms e 60%, respectivamente.
Subject: audição
criança
percepção auditiva
hearing
child
auditory perception
Editor: Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervicofacial
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1808-86942010000600013
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1808-86942010000600013
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808-86942010000600013
Date Issue: 1-Dec-2010
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1808-86942010000600013.pdf342.52 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.