Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/278996
Type: TESE
Title: O feminismo negro brasileiro : um estudo do movimento de mulheres negras no Rio de Janeiro e São Paulo
Title Alternative: The Brazilian Black Feminism : a study of the Black Women's from Rio de Janeiro and São Paulo
Author: Moreira, Nubia Regina
Advisor: Moraes, Maria Lygia Quartim de, 1943-
Abstract: Resumo: A Formação do feminismo negro brasileiro é apresentado nesse trabalho a partir do movimento de mulheres negras do Rio de Janeiro e São Paulo. O período estudado foi demarcado entre 1985 a 1995, descrevendo-se também os seminários, encontros e fóruns de debates do movimento de mulheres negras com os seus principais interlocutores: os movimentos negro e feminista. Pretende-se também analisar a objetivação da representação política das feministas negras, questão que comparece como central tanto em relação com o feminismo tradicional como também no interior do próprio feminismo negro. Discursos de diferença e identidades são produzidos como afirmação de uma identidade feminina negra e de uma especificidade da mulher negra. A representação da identidade feminina negra gera uma tensão no interior do próprio movimento uma vez que a determinação da raça se torna insuficiente para pensar e viver uma identidade feminina negra que pretende abarcar todas as nuances das mulheres negras. Outras demandas são apresentadas como possibilidades de demarcações das diferenças, ou melhor, das desigualdades que atingem diferentemente as mulheres negras a depender da posição social e das oportunidades e experiências vivenciadas por cada uma delas. Como fruto desse intenso conflito que aqui é denominado como a quebra da homogeneidade da identidade feminina negra, assiste-se na década de 90 o surgimento das primeiras organizações não-governamentais de mulheres negras (ONGs), remodelando em tempos mais atuais a questão da representatividade política das mulheres negras frente aos organismos nacionais e internacionais de deliberação de políticas públicas

Abstract: The formation of the Brazilian Black Feminism is presented in this paper based on the Black Women¿s Movement from the cities of Rio de Janeiro and São Paulo. The period of study was delimited from 1985 to 1995, including the description of seminars, meetings and forums of the Black Women¿s Movement with its main characters: the Black and Feminist Movements. It is also intended to analyze the objectivity of the Black Feminists¿ political representation, central issue regarding the traditional feminism as well as the black feminism. Discourses of difference and identity are produced as a way of affirmation of a black feminine identity and specificity. The representation of the black feminism identity creates a tension within the own movement since the race determination becomes insufficient to think and live a black feminine identity which aims to embrace all nuances of the black women. Other demands are presented as possibilities of delimitating the differences, that is, the inequalities that differently touch the black women depending on their social position and opportunities and experiences each of them has gone through. As a result of this intense conflict, called in this paper as the crash of the black feminism identity homogeneity, it is observed in the 90¿s the rising of the first black women¿s non-governmental organizations (NGO¿s), redesigning in most recent times the issue concerning the black women¿s political representation facing the national and international organisms of public policies¿ deliberation
Subject: Identificação etnica
Movimentos sociais
Negras - Brasil
Representações de grupos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Moreira_NubiaRegina_M.pdf1.08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.